Clipping África Austral #13

Angola e Namíbia reforçam combate a crimes na fronteira

Data: 26 de Maio de 2018

Após a reunião do Subcomité Tecnico Regional da Comissão Mista de Defesa e Segurança que reuniu províncias e regiões de Onhagwena, Omusati, Kunene e Oshana no Norte da Namíbia, foi decidido reforçar as iniciativas de combate a criminalidade na fronteira entre Angola e Namíbia. Visto que as principais preocupações de crimes incidentes nesta região envolvem o furto e roubo de gado, o tráfico de seres humanos, a circulação ilegal de pessoas e o roubo de viaturas. Foram levantadas campanhas que estimulem a população residente mais próxima da fronteira a atentar para as travessias de gados além de esforços para aumentar a segurança e o aprofundamento dos estudos e a ampliação de estratégias para o combate a imigração ilegal, trágico de pessoas, a pirataria marítima e o terrorismo, entre outras medidas.

Fonte: Jornal de Angola

 

Mortes infantis caem acentuadamente na África com antibióticos de rotina

Data: 25 de abril de 2018

190.238 crianças menores de 5 anos em 1.500 aldeias em Malawi, Níger e Tanzânia receberam uma dose de azitromicina ou um placebo a cada seis meses durante dois anos. Pesquisadores disseram que as duas doses por ano podem reduzir em, até 25% as taxas de mortalidade entre bebês nesses países. Como resultado do estudo, a Organização Mundial de Saúde está considerando se deve recomendar a administração rotineira de antibióticos aos recém-nascidos.

Fonte: The New York Times

 

Vice-presidente sul-africano responde perguntas sobre posse da terra e expropriação

Data: 29 de maio de 2018

O vice-presidente sul-africano David Mabuza respondeu a perguntas na Assembléia Nacional na terça-feira pela última vez antes de o Parlamento entrar em recesso de dois meses a partir de 15 de junho. Durante uma rodada de perguntas sobre posse da terra e segurança, Mabuza enfatizou que não será apenas terra mantida em mãos privadas, mas também terras estatais que serão expropriadas. Ele repetiu a posição de seu partido de que a expropriação sem compensação era apenas uma das “muitas opções” que o partido no poder utilizaria para tratar da reforma agrária em geral. Ele também repetiu a posição do CNA (Congresso Nacional Africano, partido do governo) de que a produção de alimentos e a segurança alimentar não devem ser afetadas pelo processo.

Fonte: News24

 

Campanha para as autarquias sem financiamento do Estado

Data: 22 de Maio, 2018

Em Angola, no dia 21 de maio, foi apresentada pelo Ministro da Administração do Território, Adão de Almeida, as leis orgânicas que irão reger as próximas eleições autárquicas, marcadas para 2020. Entre as regras, estão aquelas que determinam que não haverá financiamento públicos para os partidos que entrarão na disputa e que eles também não terão direito a tempo de televisão ou rádio, como acontecem nas eleições gerais.

Fonte: Jornal de Angola


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.