Clipping Chifre da África #25

ONU levanta sanções contra Eritreia e mantém embargo de armas na Somália

Data: 14.11.18

O Conselho de Segurança das Nações Unidas votou quarta-feira, dia 14 de novembro, para suspender as sanções contra a Eritreia, mas manteve um embargo de armas à Somália e uma proibição do comércio de carvão vegetal. O primeiro-ministro da Etiópia elogiou a resolução aprovada pelo conselho, e afirmou que essa etapa é muito importante para a paz, estabilidade e reconciliação do Chifre da África. Essas sanções da Eritreia que foram levantadas se referem ao fornecimento de armas aos rebeldes da Somália, em 2009, durante uma disputa fronteiriça contra o Djibouti. Já á respeito da Somália, o conselho expressou preocupação a respeito dos ataques de bombas que ocorreram recentemente no país.

Fonte: NY Times

Data: 15.11.2018

Sudão do Sul diz que inflação mostra que a inflação está desacelerando à medida que a economia destruída pela guerra melhora

A inflação no Sudão do Sul reduziu consideravelmente após dois anos em que os índices eram altíssimos. Atribui-se essa redução ao aumento da produção de petróleo que corrobora para o desenvolvimento econômico do país. Apesar dos recursos naturais favorecerem a região, a guerra civil iniciada em 2013 influenciou na queda de produção de petróleo e também nos preços do produto o que agravou ainda mais o setor econômico. Porém, com a queda da inflação o banco central acredita que conseguirá atender as demandas do mercado de cambio para importação de combustível e alimentos.

Fonte: Bloomerang

ONU suspende sanções impostas à Eritreia

Data: 18.11.2018

Por unanimidade o Conselho decidiu suspender sanções que prejudicavam o país em âmbito internacional, desde que foi acusado de fornecer armamento para rebeldes da Somália. O acordo de paz entre o país e a Etiópia facilitou a decisão, porém, para a população eritreia comum é difícil que tais combinações gerem mudanças de fato, visto como é gerida a forma de governo do país, incluindo sanções domésticas e alistamento militar obrigatório.

Fonte: Al Jazeera


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.