Clipping Países Andinos #37

Amigo de Assange que se encontra preso no Equador, proclama sua inocência à medida que a pressão internacional sobre o site Wikileaks cresce.

Data: 06\06\ 2019.

 

Pouco mais de um mês após a prisão de Julian Assange – depois de ter sido retirado da proteção das autoridades equatorianas na embaixada de Londres – seu amigo próximo Ola Bini veio a público a partir de uma entrevista concedida de dentro da prisão criticar o governo equatoriano. Bini foi detido por autoridades do Equador durante semanas sob a acusação de hackear computadores do governo, e muitos oficiais do governo comemoraram a prisão do mesmo. No entanto, para o prisioneiro – que teve seu pedido de saída por fiança negado pelo juiz no dia 29 de maio de 2019 – crítica sua prisão insinuando que seu único ato foi ser amigo próximo de Assange e, por sua vez, o governo tomou partido de o prender como uma forma de repressão ao site de Julian, o Wikileaks – conhecido mundialmente por vazar informações sigilosas de governos. Enquanto Assange continua lutando por sua inocência, Bini permanece questionando os reais motivos pelos quais foi preso e questionando até onde o governo do Equador se submeterá para manter a caça ao site de Assange.

Fonte:

https://edition.cnn.com/2019/05/30/politics/wikileaks-associate-interview/index.html


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.