Clipping África Ocidental #30

Guiné-Bissau: paralisação parcial do sistema de saúde.

media
Mais de mil técnicos de saúde guineenses recém-contratados em paralisação parcial.
REUTERS/Olivia Acland

Técnicos de saúde recém-colocados estão exigindo o pagamento de 11 meses de salário atrasado, além de outras demandas. Nos dias 7 e 15 de outubro, 1089 técnicos da saúde, incluindo médicos, enfermeiros, parteiras, farmacêuticos e técnicos de laboratório, foram às ruas reivindicar seus direitos e ameaçaram continuar com a paralisação caso o governo não atendesse às suas exigências. O prazo expirou no dia 18 de outubro e o que havia sido proposto pelo governo (pagamento de 2 meses de salário atrasado), não foi aceito pelos técnicos recém-contratados, os quais, de acordo com a porta-voz do colectivo dos técnicos de saúde e recém-colocados, Almane Cissé, “asseguram mais de 50% dos serviços médicos no país e por vezes 100% nas aldeias mais longínquas”, já que tinham exigido o pagamento de no mínimo 6 meses de salário. (Ana Carolina Diniz Paiva)

Fonte: As vozes do mundo. 21-10-2019 

Link: http://pt.rfi.fr/guine-bissau/20191021-guine-bissau-paralisacao-parcial-tecnicos-saude


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.