Clipping Grandes Lagos #45

Eleições cívicas na Tanzânia: manipuladas pelo governo, inacessíveis pela oposição

 

Data: 07/11/19

O maior partido de oposição na Tanzânia, o CHADEMA, se retiraram das eleições locais marcadas para ocorrer dia 24 de novembro de 2019. Outros partidos, como o ACT-Wazalendo, adotaram o mesmo comportamento. Segundo a oposição, o resultado da eleição já foi decidido, já que candidatos de partidos da oposição tiveram a participação barrada.  O número total de posições nessa eleições é de 333,555, dos quais a oposição CHADEMA, tinha previsão de garantir cerca de 85%. Contudo, de acordo com o partido, 94% de seus candidatos foram impedidos de participar, sendo a justificativa dada pelo governo de existirem irregularidades nos formulários de nomeação desses candidatos. Não obstante, nenhum candidato do partido atualmente em poder foi desqualificado por essas irregularidades.    

Fonte: Sauti Kubwa

CPJ's 29th Annual International Press Freedom Awards

Fonte: VOA News

Apesar de prisão e intimidação, jornalista tanzaniano luta para garantir Liberdade de Imprensa    

Data:  22/11/2019

Maxence Melo, que se autodenomina um “jornalista acidental” diz que o site fundado por ele na Tanzânia, o Jamii Forums, tem uma missão simples: dar voz a juventude, oferecer um espaço para a livre expressão e lutar contra a corrupção. O jornalista recebeu o International Press Freedom Award (INFRA) esta semana, junto com jornalistas do Brasil, da Índia e da Nicarágua. Criada em 2006, Jamii Forums tem sido majoritariamente publicado em swahili e tem leitores na Tanzânia, na Quênia e em Uganda. O site ganhou notoriedade em 2007 quando publicou uma notícia sobre um caso de corrupção no Banco Central da Tanzânia, onde milhões de dólares foram desviados. Apesar de receber apoio pelo trabalho de whistleblower, o jornalista também recebeu respostas negativas. Melo foi a tribunal 137 vezes nos últimos três anos, foi preso duas vezes e passou um total de 14 noites na cadeia. Segundo o jornalista, “Eu tinha muitas restrições em termos das minhas liberdades, mas eu sei que é o preço que nós pagamos para ter essas liberdades fundamentais”.        

Fonte: VOA News

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.