Clipping África Ocidental #01

Processo de reintegração das alunas sequestradas em Chibok, Nigéria, causa controvérsias entre os pais das alunas e o governo nigeriano.

Em abril de 2014, centenas de meninas estudantes foram sequestradas pelo grupo radical islâmico Boko Haram na cidade de Chibok, a 900km de Abuja – a capital da Nigéria. Hoje, três anos depois, após algumas serem libertas, é necessário um processo de reintegração na sociedade para elas e é o que tem causado alvoroço entre os pais destas meninas e o governo nigeriano. Enquanto parte dos pais está feliz com este processo e deseja somente que suas filhas possam voltar a estudar, há denúncias pela outra parte de que estão sendo impedidos de ter contato com elas livremente – o que lhes foi prometido pelo governo nigeriano. Em resposta às acusações, a ministra dos Assuntos da Mulher, Asha Jummai Al-Hassan, anunciou que as meninas encontram-se lá por vontade própria e consentimento dos pais, dessa maneira, se a qualquer momento desejassem retornar às suas casas, elas teriam liberdade para isso.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.