Clipping África Austral #22

Terroristas atacam vilarejo em Moçambique

Data: 04 de maio de 2019

Um grupo terrorista realizou um ataque no vilarejo de Nacate, nos arredores da cidade de Macomia, na província de Cabo Delgado no norte de Moçambique, neste sábado. De acordo com uma reportagem na edição online do jornal “El País”, no dia 25 de abril, o mesmo grupo tentou roubar a ajuda alimentar destinada às vítimas do ciclone Kenneth que residiam em Macomia, porém a reportagem não esclarecia a quantidade de comida que tentaram roubar. Este é o primeiro ataque relatado pelos insurgentes, desde o ciclone, cuja especulação é de que o grupo extremista é inspirado pelo fundamentalismo islâmico. O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários garantiu que, apesar do ataque, a ONU continuará a mobilizar ajuda para as vítimas do ciclone. O vice-ministro da Defesa, José Patrício, declarou que as forças armadas estão ativas, prontas para defender a população.

Fonte: Club Of Mozambique

Grupo armado ataca comunidades em Moçambique.

Data: 4 de maio de 2019

Um grupo armado atacou as comunidades de Nacata, Banga Velha e Ntapuala, na província de Cabo Delgado, três pessoas foram queimadas e um professor que passava de moto foi assassinado. ONG’s que atendiam as localidades tiveram que parar suas atividades, mas esperam voltar em breve.

Fonte: África 21 Digital

Cahora Bassa repõe transporte de energia para sul de Moçambique e África do Sul

Data: 2 de maio de 2019

Após a Hidroelétrica de Cahora Bassa ter sido danificada pelo ciclone Idai, foi prometido que haveria uma reposição de linha de fornecimento de energia ao sul de Moçambique e África do Sul. Os trabalhos para tal reposição foram assim concluídos no final do mês de abril.

Fonte: África 21

Igreja de Moçambique é refúgio para sobreviventes, depois do ciclone Kenneth que atingiu o Norte do país

Data: 1º de maio de 2019

Uma igreja localizada na província de Cabo Delgado tornou-se refugio para os sobreviventes do ciclone Kenneth, que atingiu o norte de Moçambique. Cerca de mil pessoas aguardavam ajuda na paróquia de Maria Auxiliadora, depois do acontecimento de mais um ciclone. O padre da paróquia relatou ainda “Não perguntamos sobre as religiões das pessoas, a vida humana é tudo que valorizamos”. Uma das principais dificuldades para a acolhida de pessoas era que muitas são muçulmanas, e acabavam recusando ficar em uma igreja católica, se arriscando assim ficar em suas casas.

Fonte: Aljazeera

Moçambique: ONU defende intervenção urgente contra violência a idosos

Data: 2 de maio de 2019

Rosa Korbfeld-Matte especialista da ONU para os Direitos Humanos da Pessoa Idosa, afirmou que tem ocorrido assassinatos de idosos na base de acusações de feitiçaria. Tal acontecimento foi relatado em Maputo, ocorrendo assim a necessidade de uma lei que defenda os direitos dos idosos. A especialista ainda solicitou as autoridades moçambicanas a ratificarem a Carta Africana de Proteção de Idosos.

Fonte: Angola Press

Ilha de Ibo, paraíso turístico de Moçambique, foi destruída pelo ciclone Kenneth

Data: 01 de maio e 2019

Ibo é uma ilha no arquipélago de Quirimbas, muito conhecido por ser um lugar turístico, agora lida com a devastação pós ciclone Kenneth. Certa de 41 pessoas morreram e 7 mil ficaram praticamente isoladas esperando pela ajuda do Programa Alimentar Mundial (PAM). A ilha estava na linha de frente do ciclone e foi uma das mais atingidas. Segundo a ONU, a destruição de casas outras construções foi de aproximadamente de 90%.

Fonte: G1


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.