Clipping Cone Sul #69

Marcha antimigrantes realizada por chilenos acaba com roupas e brinquedos de venezuelanos sem-teto queimados

27/09/2021 – Por Emilly Guidi

Sendo considerado como um dos cenários mais desumanos realizados pela sociedade civil chilena, uma manifestação realizada por aproximadamente 5.000 pessoas contra imigrantes foi realizada no norte do país e acabou em uma grande fogueira onde inúmeros pertences pessoais de um grupo de venezuelanos sem-teto foram jogados. Dentre os objetos, estavam roupas, brinquedos, fraldas, carrinhos de bebê, documentos, barracas e colchões utilizados pelos imigrantes. O motivo dos protestos é a crise imigratória descontrolada que vem acontecendo em massa na fronteira da cidade litorânea de Iquique, sobretudo porque inúmeras são as passagens não autorizadas e a instalação de famílias estrangeiras em locais públicos.

Após o ocorrido, a Organização das Nações Unidas (ONU) se pronunciou, alegando que o ato é “uma humilhação inadmissível”, e reforçando a importância dos direitos humanos. Contudo, autoridades chilenas receberam uma ordem da autoridade administrativa municipal para realizar o despejo de dezenas de famílias venezuelanas. Toda a situação gerou confrontos ainda mais intensos, o que acabou ocasionando em 14 detidos e 5 policiais feridos.

Fonte: https://brasil.elpais.com/internacional/2021-09-27/marcha-antimigrantes-no-chile-termina-com-roupas-e-brinquedos-de-venezuelanos-sem-teto-queimados.html

Senado brasileiro aprova acordo de livre comércio entre Brasil e Chile

03/10/2021 – Por Matheus Fonseca

Na terça-feira (28/09), o Senado brasileiro aprovou o acordo de livre comércio entre Chile e Brasil, assinado em 2018 como um protocolo adicional ao Acordo de Complementação Econômica firmado em 1996 entre os países do Mercosul e Santiago — o qual foi o primeiro pacto de livre comércio do bloco com um terceiro país, e tornou o Chile o primeiro membro associado do Mercosul. Como um complemento, esse acordo está restrito a questões não-tarifárias, como comércio de serviços, telecomunicações e medidas sanitárias.

O senador Nelson Trad Filho, relator do texto, alegou que o acordo agilizará as exportações brasileiras de origem vegetal e animal, e dará fim ao roaming internacional entre os países. A presidente da Comissão de Relações Exteriores, a senadora Kátia Abreu, comemorou sua aprovação, ressaltando os impactos positivos da abertura comercial. Em contrapartida, o senador Paulo Rocha expressou preocupação, afirmando que os termos do acordo em questão, quando estendido às demais nações, talvez possam prejudicar a economia brasileira.  

Fonte:https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2021/09/28/aprovado-acordo-de-livre-comercio-entre-brasil-e-chile

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.