Grandes Lagos #91

Foto: JM News

Morre arquiteto de genocídio de Ruanda em prisão do Mali

06/12/2021

Por Rafaela Assunção Pereira

Um dos maiores genocídios testemunhados pela sociedade contemporânea foi o massacre que ocorreu em Ruanda, o qual chegou a dizimar a vida de 800 mil pessoas do país. Em 1994, ocorreu o Tribunal Penal Internacional para Ruando, que julgou e sentenciou alguns dos responsáveis pelo massacre. Um desses responsáveis foi Theoneste Bagosora, ex-coronel do exército de Ruando. Theoneste foi sentenciado à prisão perpétua, entretanto, no dia 26 de setembro de 2021, o ex-militar morreu após cumprir 35 anos de prisão. O tribunal, que foi realizado na Tanzânia, acusou Bagosora de estar no comando das tropas e da milícia Interahamwe Hutu, responsável pelo genocídio.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/09/morre-arquiteto-de-genocidio-de-ruanda-em-prisao-do-mali.shtml

Ao menos 2,4 milhões de pessoas ameaçadas de fome no Quênia

06/12/2021

Por Rafaela Assunção Pereira

Segundo o relatório emitido pelo Programa Mundial de Alimentos (PMA), ao menos 2,4 milhões de pessoas do Quênia podem sofrer com o risco de insegurança alimentar. Um dos maiores motivos desse impasse está relacionado à seca que assombra o país: entre outubro e novembro, normalmente, o país apresenta falta de chuva, o que leva à escassez de alimento. Devido a isso, o PMA pede à mobilização de recursos para auxiliar o país e, desse modo, diminuir o número de pessoas afetadas pela fome.

Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2021/10/01/interna_internacional,1310554/ao-menos-2-4-milhoes-de-pessoas-ameacadas-de-fome-no-quenia.shtml

Egito busca fortalecer as relações com Uganda ao inaugurar centro de saúde

06/12/2021

Por Rafaela Assunção Pereira

Uganda e Egito estão construindo relações diplomáticas cada vez mais solidificadas. Em abril de 2021, os países assinaram um acordo que confere o compartilhamento de inteligência militar a fim de regular informações sobre diversos assuntos, como sobre o terrorismo. A fim de estreitar ainda mais as relações entre os países, o Egito abriu um centro de saúde em Uganda a fim de mitigar os efeitos negativos da pandemia de Covid-19. Contudo, apesar da ação ter refletido bons comentário no exterior, a população do Egito não parece satisfeita, visto que o país passa por um quase colapso em seu próprio sistema de saúde. Dessa forma, o governo do Egito está sendo acusado de enviar auxílio médico a outros países no lugar de ajudar os seus próprios hospitais que lutam para lidar com a pandemia.

Fonte: https://www.monitordooriente.com/20211020-egito-busca-fortalecer-as-relacoes-com-uganda-ao-inaugurar-centro-de-saude/

igrejas do Quênia proíbem políticos nos púlpitos: ‘não respeita a santidade do culto’

06/12/2021

Por Rafaela Assunção Pereira

O Quênia, país que possui cerca de 85% cristãos em sua formação, está enfrentando um conflito entre as igrejas e os políticos. Algumas igrejas do país proibiram políticos de utilizarem os cultos como forma de fazer campanha, pois esta é uma ação de desrespeito à santidade, segundo os religiosos. Esta ação de proibição por parte das igrejas do Quênia é uma forma de evitar que a religião no país se tornasse fonte de comícios de companha e, assim, de utilizarem a religião como discurso de ódio para obterem votos, como já ocorreu no país nas eleições passadas.

Fonte: https://www.jmnoticia.com.br/igrejas-do-quenia-proibem-politicos-nos-pulpitos-nao-respeita-a-santidade-do-culto/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.