Clipping Cone Sul #20

Governo dos Estados Unidos entrega 40 mil documentos sobre a ditadura militar argentina

Data: 12 de Abril de 2019

000_fm23s

Seis discos contendo mais de 40 mil documentos foram entregues ao ministro da justiça da Argentina, Germán Garavano. Os documentos eram arquivos desclassificados sobre a ditadura militar argentina e junto deles foi enviada uma carta do presidente Donald Trump ao presidente argentino Mauricio Macri na qual afirma que esta foi “a maior desclassificação de documentos que os Estados Unidos entregam a um governo estrangeiro”. O projeto de desclassificação começou ainda em 2016 durante o governo Obama. Agora, a expectativa do governo argentino é de que os documentos ajudem a sanar diversas questões e a promover uma verdadeira justiça.

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/04/12/eua-entregam-a-argentina-40-mil-documentos-sobre-ditadura-militar.ghtml

 

Novas ideologias, novos blocos regionais: A derrocada da Unasul e o nascimento da Prosul.

Data: 12 de Abril de 2019

Encontro entre líderes do Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai e Peru em Santiago possuiria como objetivo a criação do Prosul, bloco regional que possuiria como objetivo a promoção e comprometimento para com a democracia, liberdade e direitos humanos. O bloco viria por substituir a até então Unasul, sob a justificativa de que tal organização teria falhado em solucionar a crise venezuelana. O novo bloco surgiria como uma ferramenta para se alcançar uma melhor integração entre os países da América do Sul e propiciar melhores condições para a liberdade e para o desenvolvimento.

Como já introduzido anteriormente, o encontro realizado em Santiago pelos sete líderes dos países sul-americanos possuiria como foco, o estabelecimento de uma nova organização de integração regional a que surgiria para substituir a então Unasul, órgão estabelecido por governos anteriores. Pontos levantados pelos países fundadores tais como a incapacidade da Unasul em dar uma resposta efetiva a problemática venezuelana, teria sido uma constante para a justificativa do novo órgão.

Outro destaque referente ao encontro dos sete líderes se trataria do convite realizado à Juan Guaidó e a marginalizaçãio de Nicolás Maduro ao não convidá-lo para à conferência. Guaidó seria reconhecido por todos os membros do Prosul como legítimo presidente interino da Venezuela. Entre outros líderes ausentes na conferência estariam o Presidente bolivariano Evo Morales, grande aliado da administração de Maduro e o presidente uruguaio Tabare Vazquez.

A correspondente do Aljazeera em Santiago, Lucia Newman já estaria por informar que o Prosul estaria sendo alvo de duras críticas, sob a justificativa de que a organização nada mais seria do que um “rebranding” da Unasul sob uma óptica da direita política. Segundo ela, até pessoas que são críticas ao governo de Maduro estariam direcionando suas críticas à Prosul sob a justiifcativa de que tal organização, ao contrário de ser uma ferramenta na promoção do multilateralismo, nada mais seria do que uma expressão da nova onda de populismo de direita que estaria ocorrendo no bloco sul.

Fonte: https://www.aljazeera.com/news/2019/03/south-american-leaders-announce-regional-bloc-190322175655322.html


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.