Clipping Grandes Lagos #38

Ruanda e Uganda trocam acusações sobre assassinatos na fronteira

Data: 26/05/2019

Os presidentes Paul Kagame (Ruanda) e Yoweri Museveni (Uganda), trocaram acusações neste sábado (25/05) sobre controvérsias de um eventual assassinato onde dois policiais ruandeses ultrapassaram 80 metros da fronteira de Uganda e mataram dois criminosos. O governo de Ruanda alega que tal fato é mentira e que os disparos ocorreram dentro da jurisdição dos oficiais. Este evento intensificou ainda mais a relação entre os dois países, que, uma vez aliados agora se encontram em relações hostis fruto de acusações mútuas de espionagem, assassinatos políticos entre outras alegações.

Fonte: Daily Monitor

10_0

Fonte: The New Times

Apelo urgente para incrementar treinamentos públicos para mulheres na Ruanda

Data: 26/05/2019

De acordo com o Ministério de Serviço Público e Trabalho de Ruanda, apenas 16% dos treinamentos de longo prazo e 21% dos de curto prazo para servidores públicos eram realizados por mulheres. De acordo com o governo o baixo comparecimento feminino se dá pelo fato de os locais de treinamento não terem estruturas para abrigar os filhos das funcionárias durante o treinamento. O ministro de Serviço Público disse que, para corrigir isso, o governo providenciará uma melhoria nos locais de realização dos treinamentos e também vai preparar melhor os garotos ruandeses para que, quando se casarem estejam aptos para cuidar dos filhos em casa para que as mulheres possam se capacitar melhor profissionalmente assim como os homens fazem atualmente.

Fonte: The New Times

Toque de recolher para mulheres levanta controvérsias

Data: 21/05/2019

Enquanto alguns países na África demonstram avanços nas causas feministas, a comuna de Musongati no Burundi demonstra retrocesso. O administrador da comuna definiu um toque de recolher sob a prerrogativa que as mulheres após as sete da noite são susceptíveis a beber, cometer adultério e consequentemente desestabilizar as famílias Musongatianas. O ato foi aclamado pela maioria dos homens no local enquanto a maioria das mulheres condenaram o feito.

Fonte: IWACU

Japão oferece US$ 270.000,00 para burundianos em campos de refugiados em Ruanda

Data: 14/05/2019

O governo japonês ofereceu uma doação de 270 mil dólares para o campo de refugiados de Mahama, em Ruanda via a representação do ACNUR no país. O campo em questão é o maior do país e abriga cerca de 60 mil refugiados vindo do Burundi. A onda de migração forçada dos burundianos vem acontecendo desde o ano de 2015, devido às revoltas causadas pela reeleição do chefe de Estado do país. Atualmente, cerca de 300 mil burundianos vivem fora de seu país, porém, a crise em questão foi a menos financiada no ano de 2018.

Fonte: Region Week


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.