Clipping Chifre da África #44

Somália tem pior colheita desde 2011 e 2 milhões de pessoas estão sob risco de fome

Data: 13.09.2019

Devido a padrões climáticos considerados instáveis, a Somália apresenta a pior colheita de cereais realizada desde o ano de 2011, segundo dados coletados pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). O ressecamento dos leitos dos rios e o atraso nas chuvas, fizeram com que a colheita caísse em 70% em relação a média de algumas localidades, no ano de 2019. Essa condição será responsável por levar fome grave a 2,1 milhões de pessoas até dezembro de 2019, caso não haja um aumento da ajuda humanitária. O relatório “2019 Post-Gu” mostra que o número de somalis expostos à insegurança alimentar pode chegar a 6,3 milhões de pessoas até o final deste ano. A expectativa é de que 1 milhão de crianças somalis chegarão a condição grave de má nutrição no próximo ano se a situação não se alterar. A esperança para a mudança do cenário consiste na possibilidade de que se tenha precipitação entre 45% e 55% para a próxima estação de colheita. Além disso, a comunidade humanitária internacional em
conjunto com o governo da Somália, lançaram a campanha “Plano de resposta à Seca” que visa auxiliar os civis no último semestre deste ano. A questão mais importante, segundo o coordenador humanitário da ONU para a Somália, ainda gira em torno do aumento das doações e auxílio internacional para a redução do problema no país africano.

Fonte: ONU Brasil

Escola no Quênia desmorona e deixa pelo menos 7 crianças mortas

Data: 23.09.2019

A Precious Talent Top School, uma escola primária em Nairóbi, desmoronou nessa segunda-feira (23/09/2019), logo antes do horário de início das aulas, atingindo diversos alunos. Com a aglomeração dos residentes ao redor da cena do acidente, as equipes de resgate apresentaram dificuldades em alcançar as vítimas. No entanto, dentre as crianças resgatadas, duas estão em estado crítico, além das pelo menos sete que já confirmadamente perderam a vida. Apesar das autoridades já terem se pronunciado sobre a abertura de uma investigação e terem assumido responsabilidade pelo ocorrido, há quem diga que essa instituição de ensino já era um desastre eminente devido a sua estrutura, mesmo se tratando de uma escola particular, e, graças aos resultados lamentáveis, espera-se ações mais enérgicas do governo queniano em relação aos reais responsáveis pelo acontecimento.

Fonte: BBC News

Posição da Eritreia sobre a segurança do Mar Vermelho

Data: 25.09.2019

Durante as últimas décadas ficou evidente, pela maioria dos países, a importância geoestratégica do Mar Vermelho, por ser uma excelente rota marítima; além de se criar inúmeros projetos regionais e internacionais para o seu desenvolvimento, segurança e crescimento sustentável. Com isto, os países litorâneos do Mar Vermelho, possuem a tarefa de garantir a segurança coletiva do local e arcar com os recursos necessários para o mesmo. E este é o papel da Eritreia: compartilhar do compromisso de ajudar na segurança do Mar Vermelho. Portanto, ocorreu na cidade de Riad a Reunião de Oficiais de Alto Nível do Mar Vermelho e do Golfo de Áden para estabelecer os parâmetros que os países devem seguir. Assim, a delegação da Eritreia, sendo composta pelo conselheiro presidencial e o chefe de Assuntos Econômicos, declaram 12 parâmetros para o país cumprir. Entre eles estão: Mapeamento detalhado das ameaças à paz e segurança do Mar Vermelho; formulação de estratégias para conter e eliminar ameaças em conjunto positivo de políticas de cooperação.

Fonte: Shabait

Quênia e Somalia normalizam relações

Data: 25.09.2019

Os governos de Quénia e Somália concordaram em normalizar suas relações e dar passos para que a confiança seja restaurada. Por meio da mediação egípcia, os presidentes dos dois países se encontraram na última quinta-feira (25) em Nova Iorque, onde ocorre a 74ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Devido a disputas territoriais e marítimas, as relações entre Quénia e Somália se encontram estremecidas. No início deste ano, depois que ‎Nairóbi levou a leilão campos de gás e de petróleo das disputadas regiões marítimas, as relações bilaterais foram rompidas. Esta é a primeira vez que os presidentes se encontram desde de março, quando houve conversas mediadas pela Etiópia.

Fonte: Africa News

Expansão e perda de controle para o Al-Shabaab preocupa governo Somaliano

Data: 29.09.2019

Ainda preocupado com o fim do mandato e com as eleições de 2020, o governo de Farmajo busca formas de enfrentar Al-Shabaab, um grupo terrorista e fundamentalista islâmico, que vem aumentando sua influência e território. Estes que já possuem grande controle sobre Mogadíscio, capital da Somália, também se mantém por meio de extorsões de empresas em áreas rurais. Apesar da tentativa de controle por parte do governo federal, o grupo tem se expandido pelo país e tendo influência até mesmo dentro de setores públicos. De acordo com a Missão da União Africana para a Somália (AMISOM), as missões de paz tem desgastado o Al-Shabaab, mas um ponto importante é que essa campanha contra o grupo será afetada por uma resolução do Conselho de Segurança para que a AMISOM reduza o número de pessoal armado.

Fonte: Wardheer News

Sudão do Sul ‘caminha para uma paz e estabilidade duradouras’; diz o vice presidente do país na AGNU

Data: 29.09.2019

O vice – presidente do Sudão do Sul, Taban Deng Gai, disse à Assembleia Geral das Nações Unidas que o país está avançando no Acordo de Paz revitalizado em 2018. Além
disso, a reunião presidencial entre o Presidente Salva Kiir e Rick Machar no início de setembro foi importante para dar um passo para um novo Governo da Unidade Nacional até 12 de novembro. Por fim, Gai ressaltou a importância das iniciativas de paz entre pessoas, diálogo nacional e implementação do Acordo de Paz para consolidar a paz no Sudão do Sul.

Fonte: UN

Base das forças especiais dos EUA e comboio do exército italiano atacados na Somália

Data: 30.09.2019

Dois diferentes ataques assumidos pelo grupo jihadistas Al-Shabab aconteceram nesta segunda feira, um contra o comboio italiano na cidade de Mogadíscio, capital da Somália, e contra a base militar dos EUA em Baledogle. Não foram registradas vítimas desses ataques e sabe-se que foram efetuados por meio do uso de dois carros bomba. Após as explosões houve ainda troca de tiros. O ataque à base militar norte americana seria uma retaliação do grupo extremista aos ataques promovidos pelos EUA, já que é de lá que saem os principais ataques de drones que visam atingir os membros do Al-Shabab. Enquanto isso, supõe-se que a ação contra o comboio italiano se dá devido aotreinamento que está sendo oferecido pela União Europeia à soldados somalis. Há um grande histórico de ataques terroristas e contra-ataques promovidos pelos EUA e União Europeia que se arrasta desde meados de 2011, data na qual a Somália entrou em uma profunda e duradoura Guerra Civil.

Fonte: Al Jazeera


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.