Clipping África Austral #37

Covid-19: África registra 173 mortes e ultrapassa 5 mil casos

Data: 31/03/2020

Botswana é o quadragésimo sétimo país africano a confirmar casos do novo coronavírus, o COVID-19. Pertencente à África Austral, essa região conta com aproximadamente 1406 infectados confirmados da doença. Em Angola, há 7 casos e 2 mortes, Moçambique possui 8, ao passo que em Lesoto e Malaui não houve casos registrados até o presente momento.

Fonte: Mundo ao Minuto

COVID-19 – Parlamento de Moçambique aprova declaração de Estado de Emergência

Data: 01/01/2020

A medida, aprovada por unanimidade pelos 208 deputados da Assembleia da República que estavam presente na sessão da terça-feira, 31 de março, entra em vigor por 30 dias a partir de 1º de abril. A lei sancionada cobre a restrição da circulação de pessoas, fechamentos das fronteiras, fiscalização de preços de produtos essenciais, entre outros. Outra medida já havia sido publicada no dia 23 de março, que inclui o fechamento de escolas, a suspensão de vistos, além da recomendação de suspensão de eventos com aglomerações de pessoas, sejam eles públicos, privados ou cultos religiosos. Tais medidas levam em consideração os números de casos confirmados de contaminação, os quais já contabilizam 8 pessoas infectadas no país.

Fonte: África 21 Digital

Estados Unidos são acusados de não reportar mortes de civis na África

Data: 02/04/2020

De acordo com informações do The Guardian, os Estados Unidos foram responsáveis por realizar 32 ataques aéreos na Somália desde o início do ano, os quais provocaram a mortes de civis não reportadas pelo país. Na última quarta-feira, a Anistia Internacional acusou as forças armadas estadunidenses não se responsabilizarem pelos ataques, que afirmaram que tratarão de ser mais transparentes com relação aos ataques. Segundo relatos, “a Africom não apenas falha totalmente em sua missão de relatar baixas civis na Somália, como parece não se importar com o destino das numerosas famílias que destruiu completamente”.

Fonte: The Guardian

“Se chegar, vai nos tomar por completo”: Malaui se prepara para o coronavírus

Data: 03/04/2020

O Malaui, devido ao seu histórico no setor de saúde com doenças como HIV, cólera ou malária, se prepara para a chegada do novo COVID-19 que avassala o mundo contemporâneo. Ainda sem casos confirmados de Covid-19, o país já propôs rígidas restrições para evitar que o pico de contaminados seja alto. Porém, há o receio do que pode acontecer devido à estrutura frágil, incapaz de suportar qualquer sobrecarga do sistema de saúde, como foi colocado pelo presidente Peter Mutharika. Com uma estrutura, os 18 milhões de cidadãos contam com somente 7 respiradores e 25 leitos de tratamento intensivo. Tendo em vista o cenário caótico, o governo suspendeu qualquer evento que reúna mais de 100 pessoas, bem como voos internacionais.

Fonte: The Guardian

“Passaremos fome”: O descontentamento dos pobres em meio à quarentena no Zimbábue

Data: 03/04/2020

A população de Harare tem demonstrado preocupação frente ao fechamento de lojas e lugares que fornecem alimentação, água e outros benefícios concedidos pelo Estado. Após declaração do presidente Emmerson Mnangagwa, moradores daquela região têm estado apreensivos. O país, que conta com somente 8 casos confirmados do novo coronavírus, está tendo dificuldades com o processo de quarentena estabelecido em todo o território, abrangendo serviços essenciais, como bancos. Bloqueado há 21 dias, as consequências já aparecem nas famílias mais pobres, que relatam a impossibilidade de recolher o dinheiro mensal que recebem do governo. Dada a inacessibilidade dos benefícios concedidos pelo governo, por muitos não terem reserva para a compra de comida e medicamentos essenciais, grande parcela da população corre risco de ficar em situação de insegurança alimentar.

Fonte: The Guardian

Após uma semana de quarentena, como a África do Sul está lidando com a luta contra o COVID-19?

Data: 03/04/2020

O governo sul-africano, desde que localizou os primeiros casos do novo vírus, traçou um plano extenso de contenção da doença. Mesmo que o número de casos confirmados relativamente baixo (1.462 casos e cinco mortes), a expansão para as regiões urbanas populosas aumenta as preocupações frente aos problemas de acesso à água limpa para higienização da população. Até o presente momento, mais de 50 mil pessoas foram submetidas aos testes em todo o território. Além disso, o programa de rastreamento pretende enviar 10 mil profissionais da saúde para diversas comunidades, visando possíveis contatos primários. O governo acredita que sua experiência de sucesso com HIV estabeleceu a estrutura necessária para lidar com a nova pandemia.

Fonte: Al Jazeera

Cresce número de casamentos multiculturais entre africanos e portugueses

Data: 03/04/2020

Entre 2009 e 2019, houve um aumento de casamentos interculturais de quase 40% no distrito do Porto. A grande parte desses casamentos se deu entre cidadãos portugueses e angolanos, guineenses e cabo-verdianos. Existem relatos de casais que tiveram dificuldade no processo de casamento, e alguns ainda sofrem com o preconceito de que a união foi feita apenas para se conseguir visto de permanência em Portugal ou dupla nacionalidade.

Fonte: Deutsche Welle

Autoridades angolanas avisam que uso indevido do 111 (linha telefônica para emergências) vai ser sancionado.

Data: 03/04/2020

Valdemar José, porta-voz do Ministério do Interior, disse: “Estamos a contabilizar e a colocar já os cidadãos que, sistematicamente, ligam para o terminal 111 numa pré-lista negra”. As autoridades irão responsabilizar criminalmente quem use de maneira indevida a linha 111, que podem incluir na “lista negra”, a qual bloqueia o acesso ao número. De acordo com as autoridades angolanas, aproximadamente 90% das chamadas para essa linha de emergência não são validadas. Valdemar pediu aos cidadãos angolanos que não usem de maneira indevida a linha, uma vez que a Angola está em estado de emergência e que, futuramente, podem precisar usar a linha de fato.

Fonte: África 21 Digital


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.