Clipping África Austral #39

Africanos devem se unir e combater o racismo chinês Covid-19

Data: 12/04/2020

Segundo informações, os africanos têm sofrido racismo por parte da China, sendo considerados culpados de transmitir e espalhar coronavírus pelo país. Isso tem ocorrido depois de muitos africanos alegarem não se sentir seguros o suficiente na China, depois de tais acusações. De sua parte, os chineses têm enfatizado suas relações diplomáticas como excelentes com o continente africano. Declarações feitas por parte de Serra Leoa e Gana relatam tal ação como um tratamento desumano e humilhante.

Fonte: The African Exponent

Coronavírus: misteriosa queda abrupta de casos na África do Sul intriga especialistas

Data: 14/04/2020

Cientistas não são capazes de explicar a queda brusca na taxa de aumento de casos no Estado sul-africano. O setor de saúde do país passou por intensos preparos, construções de enfermarias e leitos, reorganização de procedimentos. Contudo, até o presente momento, as previsões de intensos fluxos de internação não se concretizaram. É necessário salientar que isso não significa um progresso, e que é perigoso interpretar o fenômeno dessa forma.

Fonte: Época

FMI: Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe têm dívida aliviada para combater COVID-19

Data: 14/04/2020

O Fundo Monetário Internacional, como resposta ao contexto pandêmico da sociedade internacional, estabeleceu o alívio instantâneo da dívida de 25 Estados, considerados os membros mais vulneráveis da organização. A última vez que esse tipo de iniciativa foi usada foi no ano de 2015, direcionada à África Ocidental devido à crise de ebola.

Fonte: ONU News

Angola assina apelo urgente a moratória da dívida devido à pandemia

Data: 15/04/2020

Junto com outros países africanos e europeus, Angola passou a fazer parte da iniciativa “Apelo para Ação”, que pede uma moratória urgente da dívida devido à crise da pandemia de COVID-19.  O apelo se refere a uma moratória em todos os pagamentos de dívida bilateral e multilateral, quer pública ou privada, até que a pandemia termine. Além disso, também incluiu o pedido pela disponibilização de pacotes de assistência econômica e sanitária. Os signatários do documento, que também contou com o apoio da União Africana e da Comissão Europeia, alegam que a pandemia causou danos econômicos, sociais e humanitários generalizados, para além do que os seus sistemas de saúde têm capacidade de fornecer, e por isto necessitam de maior flexibilidade para lidar com suas dívidas.

Fonte: Euronews

Programa de Moçambique retomado nas próximas semanas, mas dívida tem de ser sustentável

Data: 15/04/2020

Antes da pandemia, o Fundo Monetário Internacional (FMI) estava negociando um programa de médio prazo para apoiar Moçambique, mas essas discussões provavelmente demorariam meses. Desta forma, o FMI optou por mudar o auxílio para a facilidade de crédito rápido, suspendendo as discussões sobre o programa. O diretor do departamento africano do Fundo Monetário Internacional (FMI), no entanto, anunciou esta semana que serão apresentadas novas projeções para o país nas próximas semanas e que discussão do programa de financiamento a Moçambique será retomada.  De acordo com as previsões do Fundo, divulgadas hoje (15/04), a dívida pública de Moçambique deverá aumentar de 109% do PIB em 2019 para 125,4% este ano.

Fonte: RTP

União Europeia manifesta preocupação com violência armada em Moçambique

Data: 15/04/2020

Cabo Delgado, uma província em Moçambique onde avançam projetos significativos de extração de gás natural, sofre há cerca de dois anos e meio com ataques de grupos armados classificados como terroristas, que já mataram cerca de 350 pessoas e obrigaram muitas outras a se deslocar. A União Europeia (UE) manifestou preocupação com o aumento da violência armada na província moçambicana e pede investigação sobre o desaparecimento de um jornalista da Rádio Comunitária de Palma, Ibraimo Abu Mbaruco, na região. Desta maneira, a UE pede uma “ação eficaz” para conter os ataques de grupos armados na província e manifestou também a sua disponibilidade para apoiar na busca por soluções ao problema e na assistência das populações afetadas.

Fonte: África 21

Empreendedores angolanos céticos sobre as medidas de alívio da covid-19

Data: 16/04/2020

A Associação dos Empreendedores Angolanos (AEA) reclamou sobre as formas governamentais de reduzir as consequências econômicas do surto do novo coronavírus, salientando o caráter de subsistência de algumas firmas. Assim, o líder da organização assumiu que as medidas podem ter efeitos, porém serão mínimos para a maioria das empresas.

Fonte: Euronews

União Africana cria fundo para compra de material sanitário contra covid-19

Data: 16 de abril de 2020

Na última semana, segundo informações superiores, a União Africana foi responsável por criar um fundo de apoio financeiro para compra de material sanitário. Somando-se a compra de luvas, mascaras e material de proteção para os técnicos de saúde, de acordo com RF1, tal fundo já mobilizou cerca de 30 milhões de dólares, com contribuições de Egito, Quênia e África do Sul.

Fonte: Agência Angola Press

COVID-19: Dois pacientes tem alta médica em Angola.

Data: 16 de Abril de 2020.

Franco Mufinda, secretário de Estado para a saúde pública de Angola, anunciou que dois dos cinco pacientes recuperados do coronavírus já tiveram alta médica. Até o momento, a Angola segue com 19 casos positivos, sendo dois mortos e cinco recuperados. Como meio de prevenção ao COVID-19, o país está sob estado de emergência, que está previsto para vigorar até 23h59 de 25 de abril.

Fonte: Agência Angola Press

Casal brasileiro sofre com extensão de bloqueio na Namíbia: ‘Desespero’

Data: 16/04/2020

As medidas emergenciais tomadas pelo governo da Namíbia para evitar a disseminação do Covid-19 afetaram um casal brasileiro que passavam suas férias no país. O relato dos brasileiros diz respeito à falta de recursos financeiros para sustentá-los até dia 4 de maio, data termo do decreto de medidas emergenciais já prolongada pelo Estado. Desse modo, o casal aguarda uma resposta do Itamaraty e da Embaixada do Brasil acerca de como subsistir no país sem recursos e remédios que um dos brasileiros necessita diariamente.

Fonte: R7

OMS ajuda Moçambique a fortalecer a prevenção para evitar o pior

Data: 16/04/2020

A Organização Mundial da Saúde irá ajudar o Estado de Moçambique a abastecer o sistema de saúde a fim de melhorar o preparo para a pandemia do Covid-19. Entre as medidas que serão adotadas, há o treinamento de, no mínimo, 2 mil profissionais de saúde e o estabelecimento de 25 especialistas principalmente em saúde pública. Dessa forma, também existe a discussão de preenchimento dos recursos médicos que estão em falta nos hospitais.

Fonte: VOA Português

Standard Bank prevê recessão de 2,8% em Angola este ano e de 0,8% em 2021

Data: 17/04/2020

O gabinete do Standard Bank contradiz o governo angolano, que previa uma recessão de apenas 1,2% do PIB, e reafirma que o país sofrerá com uma recessão de 2,8% em 2020. Haja vista essa previsão, foi abordado que ela existirá devido a baixa no preço do barril de petróleo que afeta diretamente o orçamento do governo.

Fonte: Observador


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.