Texto Conjuntural: Norte da América do Sul #19

O cessar-fogo na Colômbia como efeito do COVID-19

O novo vírus do COVID-19 teve sua insurgência na China no final de 2019 e início de 2020 e com o passar do tempo se espalhou pelos 5 continentes do globo. Inúmeros países tiveram seus comércios fechados, um isolamento intensivo e medidas drásticas foram tomadas. Um dos Estados latino americanos que foi atingido pela nova doença foi a Colômbia que no fim do mês de março contava com aproximadamente 700 casos e uma dezena de mortes. Isso gerou inúmeras implicações políticas, dentre elas o cessar-fogo por parte do Exército de Libertação Nacional (ELN), uma das guerrilhas reconhecidas pelo governo. (BBC, 2020)

Durante o início da pandemia dentro do País, os rebeldes declararam um cessar-fogo unilateral com a prerrogativa de ser um “um gesto humanitário (…) com o povo colombiano, que está sofrendo a devastação”, a data estipulada para isso foi todo o mês de abril, para que o governo tivesse foco no combate à doença sem se preocupar com possíveis ataques. No entanto, foi ressaltado o direito de defesa e de ataque caso o grupo recebesse ofensivas por parte do Estado colombiano no período de recessão. (UOL, 2020)

Foi reiterado pela ENL que o grupo estava aderindo à uma recomendação e ao apelo do secretário-geral da ONU, António Guterres, que urge para um cessar-fogo em conflitos ao redor do globo. Para além disso, a guerrilha encorajou e suplicou ao governo de Iván Duque para que fosse ordenado o quartel em suas tropas e também uma trégua bilateral e temporária. (ESTADO DE MINAS INTERNACIONAL, 2020)

A guerrilha contra o Estado colombiano vem sendo uma preocupação grande, pois conta com mais de 2.500 homens espalhados pelo país. Ademais existem suspeitas de que parte do Exército de Libertação Nacional estaria formando uma frente estratégica para além da fronteira com a Venezuela. Por esse motivo, mesmo após o cessar-fogo por parte do ELN, o governo segue investindo contra a organização. (EL PAÍS, 2020)

Para além do apelo ao presidente após alguns dias dá trégua, a organização o critica por suas atitudes e afirma que apesar disso, continuará o cessar-fogo unilateral, pois a humanidade precisa disso neste momento. O chefe da organização também diz que pretende voltar às atividades no dia 1º de maio visto que o governo não deixa outra opção para com a organização, no entanto, caso uma proposta de cessar-fogo bilateral seja proposta, essa pode ser acatada para um melhor enfrentamento da pandemia (GAUCHAZH, 2020)

A disputa entre a guerrilha e o governo colombiano segue mesmo dentro de negociações para um bem humanitário, o ELN continua com alguns reféns em seu poder, o governo do Estado matou alguns dos líderes sociais do movimento durante o cessar fogo unilateral. Não existem perspectivas para um consenso entre as partes e, por conseguinte, também não há esperanças de um fim breve para a disputa de poder entre elas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BBC. Colombia’s ELN rebels call ceasefire over coronavirus. 2020. Disponivel em: <https://www.bbc.com/news/world-latin-america-52090169>. Acesso em: 02 mai. 2020.

EL PAÍS, Santiago Torrado. La guerrilla del ELN declara un alto al fuego unilateral en Colombia por el coronavirus. 2020. Disponivel em: <https://elpais.com/internacional/2020-03-30/la-guerrilla-del-eln-declara-un-alto-al-fuego-unilateral-en-colombia-por-el-coronavirus.html>. Acesso em: 02 mai. 2020.

ESTADO DE  MINAS INTERNACIONAL. ELN anuncia cessar-fogo temporário na Colômbia por coronavírus. 2020.  Disponível em:

<https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2020/03/30/interna_internacional,1133779/eln-anuncia-cessar-fogo-temporario-na-colombia-por-coronavirus.shtml>. Acesso em: 02 mai. 2020.

UOL. Grupo de guerrilha ELN anuncia cessar-fogo na Colômbia por coronavírus. 2020. Disponivel em: <https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2020/03/30/eln-anuncia-cessar-fogo-temporario-na-colombia-por-coronavirus.htm>. Acesso em: 02 mai. 2020.

GAUCHAZH. Chefe do ELN diz que vai reduzir ações do grupo na Colômbia. 2020. Disponível em: <https://gauchazh.clicrbs.com.br/mundo/noticia/2020/04/chefe-do-eln-diz-que-vai-reduzir-acoes-do-grupo-na-colombia-ck9kfuzyu00lv01nosshitc53.html>. Acesso em: 02 mai. 2020

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.