Clipping África Austral #42

Capital de Botswana, Gaborone, entra em lockdown 

Data: 11/05/2020

Após o registro de um novo caso positivo de contaminados pelo Covid-19, a capital Gaborone foi colocada em lockdown para conter o avanço da pandemia. Essa medida foi aprovada devido ao caráter de contaminação que o novo caso apresenta, uma vez que o paciente era um caminhoneiro que disse que teve contato com várias outras pessoas e, dessa forma, o Estado restringiu ainda mais o isolamento que já havia sido imposto.

Fonte: Xinhuanet

Moçambique suspende voos internacionais

Data: 12/05/2020

Desde a declaração da pandemia pela OMS, em março, somente em maio o governo de Moçambique determinou a suspenção de voos internacionais. A medida estará em vigor até o fim do mês, sujeita a prorrogações, em uma tentativa de diminuir o número de casos da COVID-19. Tendo 104 infecções registradas, o país já havia declarado estado de emergência no começo de abril, previsto para prevalecer até o fim do mês de maio.

Fonte: Deutsche Welle

África do Sul: Deportações em massa em plena pandemia de Covid-19

Data: 12/05/2020

Sendo o país da África Subsaariana mais afetado pela pandemia, a África do Sul deportou quase mil imigrantes de nacionalidade moçambicana e zimbabuana que estavam em um centro de repatriamento, em Lindela, local onde imigrantes sem documentos aguardam pela determinação do seu estatuto legal no país. Estas deportações ocorreram de uma forma apressada e, segundo autoridades, foram causadas pela greve dos funcionários que se recusaram a trabalhar com material insuficiente de proteção contra a Covid-19, o que, há uma semana, facilitou a fuga de 37 imigrantes ilegais. Apesar das deportações terem acontecido mediante consultas com as embaixadas de Moçambique e do Zimbábue, especialistas argumentam que estas violaram protocolos de saúde.

Fonte: Deutsche Welle

Moçambique: Violência ameaça segurança alimentar

Data: 13/05/2020

Junto às dificuldades causadas pela pandemia da Covid-19, a violência armada no Norte e as secas no Sul estão entre principais causas de insegurança alimentar em Moçambique nos próximos meses. De acordo com relatório publicado pela organização Rede dos Sistemas de Aviso Prévio contra a Fome, fundada pelo USAID, as medidas adotadas para a contenção do coronavírus serão acompanhadas de um número significativo de famílias vulneráveis em zonas urbanas e periurbanas no que diz respeito à garantia de alimentos, uma vez que as atividades remuneradas se encontram mais limitadas. Além disso, a seca nas províncias de Gaza e Inhambane e a violência armada em Cabo Delgado atuam no sentido de redução das colheitas, o que torna a segurança alimentar ainda mais fragilizada no país africano.

Fonte: Jornal de Angola

Coronavírus deixa profissionais de saúde do Malawi enfrentando ameaças e estigma social

Data: 13/05/2020

A capital do Malawi, Lilongwe, tem sido fortemente afetada pela falta de equipamentos, proteção individual e salários baixos dos profissionais da saúde. Atrelado a isto, James, um médico de 34 anos, relatou que percebeu ter sido estigmatizado pela sua profissão, em razão da pandemia de coronavírus, ao tentar alugar um apartamento na cidade. Outro relato foi o da enfermeira Steven Manyamba, de 30 anos, que notou uma mudança na atitude dos motoristas de ônibus. Mais casos como estes foram reportados por enfermeiras, as quais escondem suas roupas antes de chegar em casa por sofrer repressão por parte da população. A prefeita da capital ressaltou que “a discriminação não ajudará em nada na luta contra o vírus”.

Fonte: The Guardian

Lesoto se torna o último país africano a registrar caso de coronavírus

Data: 13/05/2020

Após 81 testes e 301 casos que aguardam confirmação, o país, que já havia adotado o lockdown na tentativa de evitar a disseminação do vírus devido ao alto índice de contaminação na sua vizinha, África do Sul, se torna o último país africano a registrar o primeiro caso de coronavírus. Segundo informações do Ministério da Saúde, o paciente é nacional do Lesoto que estudava na Arábia Saudita. Desde março, o país testou aproximadamente 600 pessoas em cooperação com a África do Sul Além de lidar com a doença, o país enfrentará um momento inesperado de incerteza política, uma vez que o primeiro ministro, Tom Thabane, deixará o cargo no final da próxima semana, devido ao colapso de sua coalizão no parlamento.

Fonte: Al Jazeera

Lesoto registra primeira infecção por Covid-19 

Data: 13/05/2020 O Estado era o único no continente africano que não havia notificado casos e, nesta semana, foi registrado o primeiro, sendo ele um estrangeiro do Médio Oriente. Porém, ressalta-se a sub notificação dos contaminados devido a falta de capacidade de teste da doença no país, sendo ela suprimida com a ajuda de outros governos, como o sul-africano.

Fonte: África 21 Digital

Lesoto confirma seu primeiro caso da COVID-19

Data: 13/05/2020

O Lesoto se tornou o último país africano a registrar infecções do novo coronavírus. Na semana anterior o governo conduziu testes em um grupo de estrangeiros sauditas e sul africanos. Apenas um dos 81 viajantes foi confirmado. Desde março o país testou aproximadamente 600 pessoas em cooperação com a África do Sul, metade deles ainda aguardam resultados.

Fonte: Africanews

Explosão de mina causa ferimentos graves a dois menores em Angola

Data: 14/05/2020

Duas crianças se depararam com o armamento ao brincar e foram vítimas da explosão, resultando na amputação de seus membros inferiores. O ocorrido se deu na província do Cunene, que registrou 5 mortes no ano passado.

Fonte: Mundo ao minuto

África do Sul cria app que rastreia o vírus

Data: 15/05/2020

Cientistas, empresários, estudantes e banqueiros se uniram para a criação de um aplicativo capaz de rastrear o vírus pelo Estado. Como proposto, trata-se de uma medida, principalmente, para países emergentes. Todo o aplicativo está conectado com o QR code e tem como principal objetivo rastrear aqueles que estão contaminados e os locais em que estiveram em dias anteriores à confirmação do teste positivo, a fim de evitar a propagação máxima da doença.

Fonte: Deutsche Welle

COVID-19 na Angola: Mais 3 pacientes recuperados nas últimas 24 horas.

Data: 15/05/2020

Nas últimas 24 horas, mais três pacientes com coronavírus se recuperaram, chegando ao total de 17 o número de pacientes recuperados. A contagem está: 48 casos positivos de COVID-19, com dois óbitos e 29 ativos e clinicamente estáveis. Dentre os infectados, são 21 casos de transmissão locais (capital Lusa) e 8 envolvendo estrangeiros e angolanos de outras áreas fora da capital. 

Fonte: Angola Press

Ataques à oposição feminina em Zimbábue

Data: 15/05/2020

Três mulheres líderes da oposição ao governo do Zimbábue foram sequestradas, violentadas, torturadas e abandonadas em uma estrada como reportado pelo Movimento pela Mudança Democrática. As políticas haviam sido presas no dia 13 por protestarem contra a resposta do governo central à crise do coronavírus.

Fonte: Africanews


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.