Clipping Grandes Lagos #56

vote-1-600x345-1
Foto: IWACU

Eleições para 2020: UA e ONU exortam Burundi a proporcionar ambiente seguro

18/05/2020

As diversas posições políticas em Burundi tem gerado um ambiente instável com relatos de intimidação e confrontos violentos entre apoiadores de lados opostos. Devido a isso, em uma declaração conjunta de segurança emitida em 17 de maio, a Comissão da União Africana e o Secretariado das Nações Unidas pediram aos atores políticos que recorram ao diálogo para permitir a realização de eleições consensuais e pacíficas. O comunicado ainda reitera que todos os partidos políticos devem cumprir o código de conduta para preservar a paz, a segurança e a estabilidade de Burundi e assim promover a manutenção da um ambiente pacífico para que as eleições do dia 20 de maio sejam transparentes e credíveis.

Fonte: IWACU

 

Máscaras são uma boa salvaguarda, mas não devem ser restritas

Data: 19/05/2020

Com a facilitação do bloqueio em Uganda diante da crise de saúde que se alastrou no mundo por causa da Covid-19, o presidente Yoweri Museveni ordenou que cada um dos ugandeses com seis anos ou mais recebesse gratuitamente máscaras para ajudar na proteção contra a propagação do coronavírus. Com um prazo de distribuição de até duas semanas, em seu recente discurso, o governo de Uganda decretou a abertura de lojas, galerias e shoppings, além da circulação de comerciantes e do transporte público e carros particulares, contudo com a condição que todas as pessoas já tivessem acessos as máscaras que serão distribuídas pelo governo. Tal medida causou reações contraditórias ao público, que diz ser apenas uma manobra do presidente para prolongar por mais duas semanas o bloqueio. Alguns motoristas haviam saído de casa hoje de manhã usando máscaras adquiridas de empresas privadas, mas foram detidos pela polícia e ordenados a voltar para casa. Como resultado, o presidente deve abordar o país mais uma vez para esclarecer suas diretrizes, que também geraram muito debate nas mídias sociais.

Fonte: New Vision

 

Ministério da Saúde descarta resultados falsos do COVID-19

18/05/2020

Após relatos de que 105 casos de COVID-19 teriam sido confirmados em Uganda, o Ministério da Saúde descartou tal discurso com a apresentação de novos dados, os quais trazem 21 novos casos positivos do coronavírus em 1.071 amostras testadas em vários pontos de entrada no domingo, 17 de maio, com o número total de casos subindo para 248 no país. O ministério explicou que os resultados foram adiados porque tiveram que ser classificados adequadamente, de acordo com a diretiva presidencial, de permitir que apenas caminhoneiros com resultado negativo para COVID-19 entrassem no país. Em suma, o ministério ordena que todos os caminhoneiros passem pelos testes COVID-19 e recebam resultados antes de prosseguir para a imigração nas fronteiras para, assim, evitar a contaminação.

Fonte: New Vision


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.