Clipping África Austral #52

De acordo com o governo de Botsuana, a morte de centenas de elefantes no país foi causada por bactéria

Data: 21/09/2020

De março a junho deste ano, centenas de elefantes foram encontrados mortos na região do delta do rio Okavango, em Botsuana. Após exames realizados em laboratórios especializados da África do Sul, do Zimbábue e do Canadá, de acordo com a veterinária do Ministério da Vida Selvagem e Parques Nacionais, Mmadi Reuben, “as mortes ocorreram por envenenamento devido a uma cianobactéria que se desenvolveu em pontos de água”. Desde então, o monitoramento da região e investigações sobre a bactéria estão em curso.

Fonte: G1

Botsuana diz ter desvendado misteriosa morte de elefantes

Data: 21/09/2020

Após centenas de elefantes terem sidos encontrados mortos, as autoridades do Estado junto com laboratórios de outros países, confirmaram que a causa da morte foi devido ao consumo de água contaminada por toxinas produzida por cianobactérias. Ainda segundo as autoridades, as mortes pararam após o reservatório de água secar. Esse fenômeno está diretamente relacionado ao aquecimento global, pois, o aumento das temperaturas na água favorece o aparecimento da chamada “eflorescência tóxica”, podendo variar de nociva e não nociva para humanos e animais. A África Austral está sujeita a esse fenômeno devido as temperaturas da região estarem subindo cerca de duas vezes mais que o resto do mundo. Embora o mistério tenha sido resolvido, as mortes ainda intrigam especialistas, já que os elefantes foram os únicos a serem mortalmente afetados até o momento, deixando as autoridades em alerta e em monitoramento dos reservatórios.

Fonte: Deutsche Welle

Senado brasileiro aprova indicação de embaixador em Botsuana

Data: 23/09/2020

O Plenário do Senado brasileiro aprovou a indicação do diplomata Flavio Hugo Lima da Rocha Junior como embaixador em Botsuana. Em sabatina na Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado, no dia 21 de setembro, o embaixador ressaltou a estabilidade política de Botsuana e o recente desenvolvimento econômico. O país tem recebido visitas de delegações da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) na área de fortalecimento do cooperativismo e associativismo rural, com o objetivo de concluir o projeto bilateral para o aprofundamento do trabalho da cooperativa e o auxílio ao processo de comercialização de seus produtos. A relatora da indicação, senadora Kátia Abreu (PP-TO), destacou que a atenção do governo de Botsuana foi atraída também pela área de biocombustíveis e há interesse em cooperação técnica na área de defesa.

Fonte: Agência Senado

Na ONU, Moçambique lista desafios com atos terroristas no país

23/09/2020

O presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, discursou esta semana na Assembleia Geral da ONU acerca da violência provocada por ataques de grupos extremistas islâmicos no país. Tais confrontos resultaram na morte de mais de mil pessoas. Segundo ele, o foco destes grupos são as províncias de Cabo Delgado, em Sofala e Manica. Destacou, ainda, que Moçambique tem passado por diversas instabilidades, uma delas sendo a nova onda de deslocamento interno devido a violência que causou uma forte crise humanitária.

Fonte: ONU News

Família faz oposição à petição para retirada da estátua do colonizador alemão Von François na Namíbia

Data: 24/09/2020

A família do oficial colonizador alemão, Curt von François, diz temer que a estátua de seu bisavô seja retirada do lado de fora do prédio municipal de Windhoek, capital da Namíbia. No início do ano, houve apelo público e foi feita uma petição online exigindo sua remoção. A petição reuniu 1.666 assinaturas e foi entregue à prefeita, Fransina Kahungu, há quase dois meses, mas a câmara municipal ainda não se pronunciou sobre o assunto. O bisneto de Von François, Ruprecht von François, disse ao The Namibian que Von François era um agrimensor, não um assassino. No entanto, Von François é conhecido por realizar o massacre de Hornkranz, em 1893, no qual cerca de 80 pessoas foram mortas por 200 soldados alemães sob o seu comando. Segundo o cidadão Hildegard Titus, “Embora não possamos mudar a história sombria e violenta de nossa cidade, podemos mudar o que comemoramos dessa história. Devemos isso ao Afrikaner, Samuel Maharero, Hendrik Witbooi e aos milhares de Nama e Herero que foram sujeitos ao genocídio pelo regime colonial alemão assassino”.

Fonte: The Namibian

Diretoria do Ministério Público de Francistown, em Botsuana, fechada em função de funcionários que testaram positivo para o COVID-19

Data: 24/09/2020

A Diretoria do Ministério Público (DPP), de Francistown, maior cidade de Botsuana, foi fechada em função de funcionários que testaram positivo para o COVID-19. O governo também tomou a decisão de fechar o escritório da Câmara do Procurador Geral como medida de precaução para reduzir a propagação do vírus após os casos confirmados. Segundo a reportagem, as últimas incidências do vírus provavelmente aumentarão o acúmulo de casos no país, atrasando a justiça como resultado do bloqueio nacional feito em um esforço para conter a propagação do vírus desde que os primeiros casos foram detectados.

Fonte: Mmegionline

Revelada a causa da morte misteriosa de centenas de elefantes na Botswana

Data: 24/09/2020

O Estado de Botswana possui a maior população mundial de elefantes e, desde abril de 2020, vinham sendo notificadas mortes misteriosas desses animais. Assim, autoridades responsáveis pela proteção da vida animal investigaram, com o auxílio de laboratórios internacionais, e concluíram que os elefantes vinham sendo intoxicados por uma cianobactéria, ou algas azuis, que são tóxicas e aparecem em águas paradas ou flores maiores. Todavia, o aparecimento mais intenso desses organismos se deu pelo aumento da temperatura global, o que levou ao aumento da temperatura das águas que os elefantes costumam beber, ou seja, um ambiente propício para o surgimento das cianobactérias. Ademais, até mesmo animais que se alimentavam da carcaça dos elefantes tiveram a intoxicação registrada.

Fonte: SoCientífica

Privatizações rendem mais de 10% do PIB Angolano

Data: 25/09/2020

Osvaldo João, coordenador do Grupo Técnico do Programa de Privatizações, informou que os 195 ativos do Estado angolano (parcial ou na totalidade) que estão em processo de privatização desde Agosto de 2019, representam mais de 10% do PIB. Ele também disse que “do ponto de vista de receita fiscal, as privatizações destas empresas representam um por cento do PIB nacional”. Desde 2019, já foram privatizados 14 ativos que geraram uma arrecadação de 31 mil milhões de kwanzas (moeda angolana), e, até Dezembro de 2020, a previsão é que lancem mais 51 empresas para serem privatizadas.

Fonte: Angopop

Nas prisões superlotadas do Zimbabwe, o medo de covid-19 se espalha

Data: 25/09/2020

Celas que têm capacidades de 16 pessoas contam mais de 40 presos, no Zimbabwe. Diante da situação atual de pandemia, os presos sentem medo de contrair o vírus. Além disso, de acordo com relatos, o distanciamento mínimo permitido não é cumprido dentro desta área. Especialistas afirmaram que, caso as instruções básicas de distanciamento não sejam cumpridas, atreladas à escassez de itens como sabonetes, desinfetantes e máscaras, poderá haver grande risco de infecção nestes ambientes. Exemplo disso foram os casos confirmados de presidiários e agentes penitenciários no final de julho.

Fonte: Al Jazeera


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.