Clipping África Austral #54

Proibida a exploração nas reservas naturais no Zimbabwe 

Data: 02/10/2020

O governo angolano havia concedido uma permissão para exploração de carvão em Hwange à empresa chinesa Tongmao Coal Company. Contudo, a Associação de Advogados Ambientais de Zimbabwe (ZELA) apresentou uma petição que ressaltava a necessidade de proteção de Hwange, um parque natural repleto de fauna e flora, com um alarde de que tal permissão infringiu “o dever constitucional de prevenir a degradação ecológica e promover a conservação”. A partir disso, o Estado recuou e retirou todas as autorizações concedidas, ressaltando que o turismo e o uso ecológico do parque seriam praticamente dizimados caso ocorresse a exploração, sem contar o risco estabelecido para o ecossistema local.

Fonte: Jornal de Angola

Moçambicana formada no Brasil mira “visibilidade”de lusófonos após ganhar prêmio sobre Covid-19

Data: 07/10/2020

Raquel Matavele Chissumba, moçambicana, bióloga e pesquisadora, chamou atenção em sua busca pelo tratamento natural para o Covid-19 através de plantas medicinais, o que lhe resultou a ela o prêmio para Mulheres Cientistas no Programa Early Career Fellowship. A pesquisadora relatou que, como tem trabalhado há cerca de 12 anos na regulação de resposta imune contra várias infecções, isso a motivou a pesquisar sobre o Covid-19. Chissumba recebeu uma bolsa de US$ 50 mil para auxiliar nos. Seu projeto destaca o potencial de algumas plantas nativas para controlar a resposta inflamatória violenta que ocorre em casos graves da infecção provocada pelo novo coronavírus, chamando atenção também porque grande parte da pesquisa não é feita em países lusófonos, mas em países de língua inglesa. Tal acontecimento é capaz de gerar mudanças e trazer maior visibilidade aos países de língua portuguesa.

Fonte: ONU News

Sindicatos da África do Sul protestam contra perda de empregos e cortes de salários

Data: 07/10/2020

Na última semana, o maior grupo sindical da África do Sul, COSATU (Congress of South African Trade Unions), pediu que seus membros não trabalhassem na quarta-feira, a fim de impulsionar protestos contra perda de empregos, restrições salariais e casos de corrupção. Mais de dois milhões de empregos foram perdidos durante a pandemia, e o sindicato culpou a atuação do governo, já que salários não sofreram aumentos e há relatos de corrupção. O presidente Cyril Ramaphosa se pronunciou dizendo que medidas estão sendo tomadas através de um plano de recuperação econômica, para estimular a retomada de empregos e ações para o combate aos atos corruptos no governo.

Fonte: Al Jazeera

Madagascar suspende o toque de recolher de Covid-19

Data: 07/10/2020

O presidente de Madagascar, Andry Rajoelina, suspendeu o toque de recolher imposto para conter a disseminação do coronavírus. Em julho, o país registrou um aumento nos casos de COVID-19 e o governo reintroduziu um bloqueio na capital, Antananarivo. Além disso, o presidente havia promovido um tônico fitoterápico que, segundo ele, curava a Covid-19, mas a Organização Mundial da Saúde afirmou que não há cura para a doença. Ainda assim, o tônico está sendo fabricado e continua sendo distribuído no país. Apesar da suspensão do toque de recolher, o uso de máscaras e o distanciamento social são obrigatórios em todo o país.

Fonte: China Global Television Network

Organização moçambicana diz que governo “falhou” na resposta a pandemia do COVID-19

Data: 08/09/2020

De Acordo com o Fórum de Monitoria do Orçamento (FMO), o governo de Moçambique falhou na implementação de medidas no combate ao covid-19, principalmente, face ao número de casos da infecção que não param de subir desde o início da intervenção estatal. Adriano Nuvunga, coordenador do Fórum afirmou: “Os números da covid-19, desde o dia em que começou a intervenção até hoje, estão a disparar e isso está relacionado com a forma como o Governo respondeu, sobretudo a falta de medidas concretas para colocar as famílias realmente em casa”. Nuvunga afirma também que o governo moçambicano deveria ter dado suporte às famílias vulneráveis, para que tivessem condições de ficar em casa, evitando, assim, que os casos de coronavírus disparassem. De acordo com o Ministério da Saúde de Moçambique, o país já conta com um acumulado de com 9.639 casos, 68 óbitos e 6.911 (71%) de pessoas recuperadas.

Fonte: África 21 Digital

Protestos contra a violência sexual e de gênero na Namíbia

Data: 09/10/2020

Cerca de 300 namibianas protestaram contra a violência sexual e de gênero e entregaram uma petição com 24 demandas ao governo, incluindo que um estado de emergência deve ser declarado imediatamente, devido ao aumento da violência no país. “Não há como negar que a Namíbia enfrenta uma crise de violência sexual e de gênero. Também não há como negar a quantidade de trauma coletivo transportado especialmente por mulheres que vivem na Namíbia”, disse Bertha Tobias, uma das manifestantes. A petição exige que o Ministério da Justiça priorize o cadastro de agressores sexuais e o estabelecimento de tribunais para crimes sexuais, e afirma: “A Namíbia está em meio a um feminicídio. Não há tempo a perder e precisamos introduzir drasticamente novos regulamentos e intervenções que prevejam punições mais severas para os infratores”.

Fonte: The Namibian

O Instituto Nacional de Saúde de Moçambique investiga o tratamento para a COVID-19 através de plantas

Data: 09/10/2020

O Instituto Nacional de Saúde (INS) de Moçambique vai investigar plantas nativas com potencial terapêutico para tratar a covid-19, um projeto da bióloga moçambicana, Raquel Maputo, que este mês recebeu um prémio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) para mulheres cientistas. Segundo a cientista, “A ideia é comparar o potencial anti-inflamatório das plantas medicinais com o de medicamentos convencionais”. A data para o início do estudo aguarda aprovações regulamentares.

Fonte: Moçambique Media Online


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.