Clipping Países Andinos #78

Colômbia é acusada de não conseguir impedir o assassinato de ativistas

Data: 08/10/2020

A organização internacional “Anistia Internacional” fez um recente relatório em relação à morte de diversos ativistas na Colômbia. Só nesse ano de 2020, mais de 220 líderes sociais de diversas causas – como sociais e ambientais – foram assassinados em território colombiano, de modo que a pandemia do novo coronavírus ainda diminuiu a proteção que o Estado provia para esses ativistas, além de ter causado um aumento na violência de certas regiões do país. A anistia Internacional responsabiliza o governo do país por esse massacre com um relatório chamado “Por que eles querem nos matar?”, o qual afirma que “Durante anos, a Colômbia foi um dos países mais perigosos do mundo para as pessoas que defendem os direitos humanos, o território e os recursos naturais”.

Fonte : https://www.theguardian.com/global-development/2020/oct/08/colombia-activists-murder-amnesty-international

Direitos das crianças: a situação no Peru

Data: 09/10/2020

Cerca de 32% da população colombiana é composta por crianças e adolescentes, e a desigualdade de gênero no país evidencia a necessidade de políticas públicas voltadas para a promoção de melhores condições de vida para as meninas. O Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar adotou mais de 30 mil medidas de proteção à meninas e adolescentes mulheres na Colômbia para assegurar seus direitos e sua integridade, combatendo a violência física, sexual e psicológica, o trabalho infantil, a negligência ou abandono, e o tráfico de pessoas, sendo o abuso e a exploração sexuais e a violência doméstica os crimes mais frequentes contra meninas na Colômbia. No primeiro semestre de 2020, foram registrados pelo menos 18 casos de feminicídio infantil no país.   A pandemia da Covid-19 é um outro agravante para a situação das meninas colombianas, uma vez que as medidas de isolamento social adotadas levaram ao fechamento das escolas, aumentando o risco de casamento infantil e da insegurança alimentar e financeira. De acordo com as estimativas, pela primeira vez em quase 30 anos, as meninas correm maior risco de casamento forçado, tendo como consequência um aumento nos casos de gravidezes adolescentes de alto risco.

Fonte: Save The Children. Disponível em: <https://www.savethechildren.org.co/articulo/d%C3%ADa-internacional-de-la-ni%C3%B1a-ni%C3%B1asimparables&gt;

Banco de Desenvolvimento alemão oferece crédito à corporação financeira peruana

Data: 09/10/2020

O Banco de Desenvolvimento alemão KfW (Kreditanstalt für Wiederaufbau, “Instituto de Crédito de Reconstrução”, em português) concedeu ao Peru um empréstimo no valor de 250 milhões de euros. Os recursos que o KfW está fornecendo no curto prazo em nome do Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ), irão beneficiar micro e pequenas empresas (MPEs) de baixo capital, e seus funcionários, correspondentes a quase metade de toda a força de trabalho peruana, segundo a Organização Internacional do Trabalho, que sofreram os impactos da crise econômica decorrente das restrições da pandemia da Covid-19.A diretora do KfW para a América Latina e Caribe, Claudia Arce, afirmou que o Banco quer “usar este empréstimo para estabilizar a economia peruana e salvar empregos”, pois “milhares deles estão em risco”.

O parceiro da Cooperação Financeira Peruana é a COFIDE (Corporación Financiera de Desarrollo, “Corporação Financeira de Desenvolvimento”, em português), o banco de desenvolvimento do país, fundado em 1971. Até o momento, mais de 300.000 MPEs com problemas de liquidez relacionados à crise do coronavírus receberam recursos do COFIDE, que gerencia dois fundos do Programa de Ajuda de Emergência do governo peruano. Um apoia as MPEs em geral, e o outro fornece empréstimos especificamente para as MPEs no setor do turismo.

Fonte: Relief Web (portal de informações humanitárias vinculado ao OCHA – Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários). Disponível em: <https://reliefweb.int/report/peru/green-recovery-peru&gt;

Presidente peruano reclama publicamente de falhas durante o jogo contra o Brasil

Data: 14/10/2020

O presidente peruano, Martín Vizcarra, usou de um evento oficial do governo para criticar a atuação dos árbitros durante a derrota peruana pelo Brasil nas eliminatórias da Copa do Mundo. A crítica de Vizarra foi principalmente para os dois pênaltis marcados a favor da seleção brasileira, de modo que ele relata “erros grosseiros” do árbitro chileno Julio Bascuñan, além de afirmar que o árbitro desequilibrou um jogo que era bem elaborado. O presidente ainda responsabilizou a FIFA para que corrija erros como esse, afirmando que “A FIFA, por meio de medidas internas próprias, corrija esses erros contundentes que afetaram a equipe, afetaram a torcida e todo o país”.

Fonte:https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/presidente-do-peru-reclama-de-falhas-clamorosas-do-arbitro-o-brasil-nao-precisa-de-ajuda.ghtml

Fonte Imagem:https://www.theguardian.com/global-development/2020/oct/08/colombia-activists-murder-amnesty-international#img-1


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.