Clipping Cone Sul #52

Inteligência Militar do Uruguai é acusada de infiltração em movimentos sindicais sob regime democrático

19/10/2020

A descoberta de uma infiltração militar em mobilizações sindicais na década de 90 trouxe à tona o debate sobre a democracia no Uruguai. Segundo investigações realizadas por Enrique Rodríguez, procurador de Crimes Econômicos e Complexos, a Inteligência Militar do Uruguai é responsável por possíveis casos de espionagem em democracia. Através de documentos entregues pela Câmara dos Deputados, encaminhados ao Ministério Público em 2018, Rodríguez foi responsável por analisar possíveis provas de infrações e levantar possíveis testemunhas que comprovassem os delitos cometidos pela Inteligência. Apesar de o capitão Saravia (1994-1998) ter negado de fato a utilização de informantes de partidos políticos, moradores de rua ou sindicatos, o general reformado do Exército, Francisco Wins, afirmou que a inteligência militar contava tanto com fontes abertas, como a imprensa no geral, como com dados fornecidos por informantes infiltrados. Ademais, através do testemunho dos ex-líderes militares, que reconheceram que houve infiltração nas marchas sindicais, abriu-se espaço para a comunidade internacional questionar a fragilidade da democracia no Uruguai e qual o papel do Estado no combate a violação dos preceitos democráticos.

Fonte: https://www.elpais.com.uy/informacion/judiciales/inteligencia-militar-infiltro-movilizaciones-sindicales-democracia.html 

Um ano dos Protestos Sociais “O Chile despertou”

17/10/2020

No dia 18 de Outubro de 2019, um protesto começado por estudantes do ensino médio que se recusavam a pagar o bilhete do metrô, foi o inicio do chamado despertar social no Chile. Os manifestantes requeriam uma reforma da Constituição, estabelecida na década de 80, pela mais dura ditadura da América Latina. Os 30 dias de protestos que resultaram em 22 mortos, 79 estações do metrô de Santiago atacadas (algumas incendiadas) e quase 15.000 detidos no país. Uma dura repressão policial que rememora o triste passado repressor. Este ano, os manifestantes ocupam novamente a Praça Itália, o epicentro dos conflitos, que em 2019 reuniu mais de 1 milhão de pessoas.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2019/11/18/completa-um-mes- violento-despertar-que-mudou-o-chile.htm. https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2020/10/16/milhares-se-manifestam-no-chile-a-dois-dias-do-aniversario-de-protestos-sociais.htm.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.