Clipping Norte da América do Sul #67

GUIANA 

Guiana e Suriname discutem a construção de uma ponte entre os dois países

Há rumores de que os governos da Guiana e Suriname estudam estabelecer um acordo no que se refere à construção de uma ponte que conecte ambos os países. A expectativa é de o presidente guianense, Irfaan Ali, assine o documento em novembro, quando  visitará o país vizinho em comemoração à independência do mesmo. 

O projeto da ponte prevê sua construção sobre o rio Corentyne. Além disso, a previsão é de que essa ponte terá um vão alto a fim de permitir o tráfego marítimo. As intenções são de que o empreendimento seja sustentável, rentável e fruto de uma parceria público-privada envolvendo ambos os países. 

Fonte: https://www.nycaribnews.com/articles/guyana-suriname-to-build-bridge-connecting-countries/

Data: 24/10/2020. Por Kaíza Oliveira.

GUIANA FRANCESA

Refugiados de várias nacionalidades ocupam áreas públicas da capital da Guiana Francesa

Apesar de terem direito a acomodações de emergência enquanto têm seu pedido de asilo analisado pelo Escritório Francês para a Proteção de Refugiados e Apátridas (OFPRA), refugiados cubanos, sírios e de outras nacionalidades instalaram-se em lugares públicos da cidade de Caiena enquanto esperam pela regularização, que demora em média 2 meses. Porém, tal situação, decorrente do esgotamento das vagas das acomodações de Caiena, perdura há vários meses, sendo que, atualmente, há aproximadamente 100 indivíduos espalhados por vários bairros da capital. Nesse meio tempo, associações, como a Unissons Nous, lutam para conseguir oferecer condições básicas de vida para essas pessoas.

Fonte: https://la1ere.francetvinfo.fr/guyane/ouest-guyanais/guyane/une-centaine-de-refugies-cubains-et-syriens-installes-sur-des-places-publiques-a-cayenne-883810.html

Data: 23/10/2020. Por Sofia Oliveira

SURINAME

Ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca é a favor da plataforma de cooperação para agricultores entre Holanda e Suriname

Prahlad Sewdien, Ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca (LVV, em holandês) surinamês, é um grande apoiador da formação de uma plataforma de colaboração entre agricultores da Holanda e do Suriname. Isso promoverá parcerias entre as empresas de ambos países, e, consequentemente, a entrada de empresas surinamesas no mercado europeu assim como a vinda de empresas holandesas ao mercado caribenho. Tal ponto de vista foi compartilhado recentemente em uma reunião com o atual encarregado pelos negócios do Suriname na Holanda, Henk van der Zwan, e o responsável pelos assuntos econômicos surinameses na embaixada holandesa.

Além disso, houve um diálogo a respeito da missão especial holandesa, voltada à assistência técnica, que chegará ao país americano no período entre 2 a 5 de novembro e contará com a participação dos Ministros das Relações Exteriores, Finanças, Agricultura, Economia e Defesa. Ademais, foram indicadas as questões do acordo de coalizão que deverão ser adiantadas.

Fonte: https://www.srherald.com/suriname/2020/10/22/minister-sewdien-voorstander-samenwerkingsplatform-agrariers-nederland-en-suriname/  

Data: 23/10/2020. Por Ana Luísa Vaz

VENEZUELA

Navio venezuelano com 1,4 milhões de barris de petróleo corre risco de naufragar

Um navio venezuelano que tem a bordo 1,4 milhões de barris de petróleo está afundando nas águas do Golfo de Paria – que fica entre a costa da Venezuela e a ilha de Trinidad e Tobago. Caso o navio de fato afunde, um imenso desastre ambiental poderá ser causado, potencialmente poluindo não só as águas venezuelanas, mas também as das nações vizinhas – a Marinha brasileira, por exemplo, já afirmou que o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) está acompanhando a situação, uma vez que o navio se encontra a apenas 1300 km das águas brasileiras.

O navio ficava atracado no Golfo de Paria para exportar o petróleo venezuelano. Porém, ele tinha ficado inativo desde o colapso da demanda mundial de petróleo, em decorrência notavelmente da atual pandemia do coronavírus, assim como devido às sanções da Casa Branca contra o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro. Acredita-se que a capacidade máxima do navio seja  de 1,4 milhões de barris de petróleo, e tal quantia é cinco vezes maior do que aquela que foi derramada pela Exxon Valdez em 1989.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2020/10/navio-venezuelano-com-14-milhao-de-barris-de-petroleo-corre-risco-de-naufragar.shtml

Data: 24/10/2020 – Por Samara Pires


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.