Clipping Países Andinos #81

Presidente eleito na Bolívia é alvo de ataque com explosivo, diz partido

Data: 08\11\2020

O presidente eleito na Bolívia, Luis Arce, em reunião na sede do seu partido, Movimento ao Socialismo (MAS) foi surpreendido com um ataque com explosivos, na última quinta-feira (05/11). Um grupo de pessoas atacou a sede do MAS na cidade de La Paz, capital da Bolívia e sede do poder executivo e legislativo do país, dias antes da posse de Acre, marcada para domingo (08/11). Segundo o porta-voz do partido, Sebastian Michel, Arce estava na casa que funciona como centro de campanha quando uma banana de dinamite foi arremessada na porta do imóvel   Michel afirmou ainda que não houve vítimas feridas na ocasião, mas criticou o serviço de segurança da presidência por não comentarem o incidente e por não fazerem o suficiente para proteger o presidente eleito. “Há poucos minutos fomos vítimas de um ataque de um grupo que deixou uma banana de dinamite na casa de campanha onde nosso próprio presidente eleito, Luis Arce, se reunia. Estamos muito preocupados com o que está acontecendo”, disse o representante do partido em entrevista à Televisión Universitaria e Red Uno. Não há informações sobre suspeitos. 

Fonte: BBC News e Carta Capital. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/internacional-54839855&gt; e <https://www.cartacapital.com.br/mundo/presidente-eleito-na-bolivia-luis-arce-sofre-atentado-a-dinamite/&gt;.

ACNUR abre novo canal de comunicação com refugiados no Equador por meio do WhatsApp

Data: 08\11\2020

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) viabilizou no início do mês, no Equador, uma ferramenta digital que permite o acesso a conteúdos relevantes de forma rápida, por meio do WhatsApp – aplicativo de mensagens instantâneas e chamadas de voz para smartphones, gratuito. Tal medida foi adotada por acreditarem que informações oportunas, confiáveis e atualizadas podem fazer a diferença para os refugiados, isto é, pessoas que estão fora de seu país de origem devido a fundados temores de perseguição relacionados a questões de raça, religião, nacionalidade, pertencimento a um determinado grupo social ou opinião política, como também devido à grave e generalizada violação de direitos humanos e conflitos armados. O serviço oferece informações aos refugiados no país sobre o processo de solicitação da condição de refugiado no Equador, alternativas de regularização, direitos e obrigações no país e acesso aos serviços.

O sistema funciona por meio de uma combinação de respostas automatizadas que são constantemente atualizadas pelo ACNUR. Além disso, a ferramenta encaminha rapidamente o usuário a uma equipe especializada do ACNUR quando ele precisa de suporte específico, por exemplo, para relatar um incidente de violência ou abuso. A possibilidade de receber atendimento remoto para consultas básicas também reduz o contato físico entre as pessoas e o risco de disseminação da COVID-19. Para utilizar o serviço, é necessário salvar o número de tal canal de comunicação com o ACNUR no celular, e mandar a palavra “Olá” pelo aplicativo do WhatsApp, e esperar uma resposta contendo informações para continuar usando a ferramenta com segurança e sobre as políticas de privacidade e uso.  

Fonte: Comunicados à Imprensa do ACNUR. Disponível em: <https://www.acnur.org/noticias/press/2020/11/5fa58b274/acnur-abre-nuevo-canal-de-comunicacion-con-las-personas-refugiadas-en-ecuador.html&gt;


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.