Clipping Norte da América do Sul #69

 Guiana

Guiana tem empréstimo aprovado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento 

Nesta segunda-feira (11/11) o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou o pedido de empréstimo de US$22 milhões feito pela Guiana. O empréstimo será feito através da Linha de Crédito Contingenciado para Desastres Naturais e Emergências de Saúde Pública e será utilizado para o combate ao coronavírus no país, que registra 135 mortes e 4530 casos, além de auxiliar no enfrentamento das consequências da atual crise econômica. Para o combate ao Covid-19, o empréstimo será utilizado na compra de materiais médicos, equipamentos para laboratórios e equipamentos de proteção individual para profissionais da saúde.

Fonte: https://www.stabroeknews.com/2020/11/11/news/guyana/idb-approves-us22m-covid-loan-for-guyana/

Data: 11/11/2020. Por Sofia Oliveira.

Guiana Francesa

Coronavírus: Comitê Científico Territorial confirma a estabilidade atual da epidemia na Guiana

Enquanto diversos lugares estão sofrendo uma segunda onda do COVID-19, especialistas da Guiana Francesa comemoram o bom número que o país vem apresentando, já que, após um longo período de crise, o território se encontra estável, com uma incidência de 42 casos a cada 100 mil habitantes. Não há nenhuma recomendação nova, porém ainda é preciso respeitar as medidas de saúde, assim como os gestos de barreira, principalmente para prevenir uma segunda onda.

Ainda, a fim de manter tal número, os pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) desenvolveram um sistema de triagem, pelo qual, através do estudo das águas residuais, observa-se a carga viral presente nestas. Kazanji afirmou que “(…) Esses resultados são extremamente interessantes, uma vez que podem alertar as pessoas sobre a circulação e a presença do vírus a montante antes que ele alcance a população. É muito importante fortalecer esse tipo de análise. (…)”.

Fonte: https://la1ere.francetvinfo.fr/guyane/ouest-guyanais/guyane/coronavirus-le-comite-scientifique-territorial-confirme-la-stabilite-actuelle-de-l-epidemie-en-guyane-891242.html

Data: 10/11/2020 – Por: Samara Pires

Suriname

150 dias do atual governo surinamês

Com aproximadamente 150 dias desde que Chan Santokhi assumiu a presidência do Suriname, poucas mudanças foram percebidas no país. De fato, no início do seu mandato, Santokhi já havia advertido que tempos difíceis viriama seguir. Seu antecessor lhe deixou o tesouro vazio, uma dívida que compromete mais de 80% do PIB e um problema sério de corrupção estrutural. Na tentativa de suavizar a complicada situação do governo, elevou-se o preço da gasolina, o que proporcionou uma alta inflacionária. Uma vez que essas medidas não foram acompanhadas pelo aumento dos salários, o otimismo dos surinameses com o futuro do país a curto prazo já tem dado lugar as desconfianças. 

O combate à corrupção é outro viés que o presidente surinamês tem se dedicado. Santokhi buscou fortalecer o judiciário do país e nomeou um promotor especial para lidar com essa temática. Contudo, casos de nepotismo envolvendo o presidente e o seu vice têm colocado em descrédito a seriedade que o governo dá ao assunto. Se por um lado já há eleitores que se arrependem de terem votado em  Santokhi, outros se mostram compreensivos sobre a mudança demandar tempo e paciência. De todo modo, poucos são aqueles que realmente se dizem satisfeitos com a atual conjuntura interna do Suriname. 

Fonte: https://nos.nl/artikel/2356447-100-dagen-santokhi-in-suriname-voorlopig-is-er-weinig-veranderd.html

Data: 15/11/2020. Por Kaíza Oliveira. 

Venezuela

Maduro prevê vacinação em massa contra o COVID-19 a partir de abril

      O líder venezuelano, Nicolás Maduro, afirma que a Venezuela estará pronta para a vacinação em massa a partir de abril de 2021. Maduro também confirmou estar otimista em relação à produção da vacina e garantiu que a vacinação será feita de forma gratuita para toda a população venezuelana. O governo afirma ter declinado a curva de casos do coronavírus, que apresenta aproximadamente 95 mil casos confirmados e 830 mortes. Contudo, organizações como a Human Rights Watch acreditam na possibilidade do governo estar escondendo uma situação muito pior por trás dos dados oficiais.

Em outubro, o presidente venezuelano afirmou que esperava que a vacinação ocorresse a partir de dezembro ou janeiro, contando com as produções da vacina na China e na Rússia, aliados desse governo. Após terem recebido lotes de vacinas do governo russo, a administração venezuelana afirma que os testes estão ocorrendo bem. 

Fonte: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2020/11/10/maduro-preve-vacinacao-em-massa-na-venezuela-contra-covid-19-a-partir-de-abril.htm

Data: 12/11/2020. Por Beatriz Morais


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.