Clipping África Austral #61

Países da África Austral vão receber vacinas da África do Sul

Data: 02/02/2021

Nas próximas semanas, os países da África Austral que fazem fronteira com a África do Sul receberão vacinas contra a Covid-19. Segundo o Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, as vacinas foram doadas pela empresa sul-africana MTN. O presidente também anunciou que essa mesma empresa realizou a doação de 25 milhões de dólares, com o fim de adquirir sete milhões de doses para controlar a pandemia. Essas doses serão disponibilizadas para vários países africanos. Além disso, Cyril Ramaphosa declarou “E será no âmbito deste donativo, que os nossos vizinhos imediatos, com quem estamos também preocupados, como o Lesoto, Essuatíni, Botsuana, Zimbábue, Moçambique e a Namíbia, que são os nossos vizinhos mais próximos e destino de viagem das nossas populações, irão também beneficiar muito em breve com esta iniciativa”. Enquanto isso, o governo vai disponibilizar a vacina para todos os adultos que vivem no país, independentemente da sua cidadania ou status de residência.

Fonte: Deutsche Welle (DW)

Referência: https://www.dw.com/pt-002/covid-19-mo%C3%A7ambique-vai-receber-vacinas-da-%C3%A1frica-do-sul/a-56412605

Manifestação em Angola acaba em “massacre”

Data: 02/02/2021

Em Angola, a Igreja Católica, a oposição e a organizações de defesa dos direitos humanos condenaram o massacre que ocorreu no último fim de semana. Várias pessoas foram assassinadas pelas forças de segurança, durante a repressão de uma manifestação, na província de Luanda Norte. A polícia fala em ato de rebelião e acusa os manifestantes de terem tentado invadir uma esquadra. Por outro lado, a versão dos organizadores sobre o protesto garante que as forças angolanas dispararam indiscriminadamente contra manifestantes desarmados e o protesto era pacífico. Já a Anistia Internacional confirmou a morte de 10 pessoas, contudo, o principal partido da oposição afirma que o número de vítimas é pelo menos o dobro. Em comunicado, o grupo parlamentar da UNITA fala em “assassinato bárbaro” de 21 civis e exige a punição dos responsáveis. Enquanto o governo de Luanda insiste que se tratou de um ato de insurreição e elogia a ação dos agentes.

Fonte: SIC Notícias

Referência: https://sicnoticias.pt/mundo/2021-02-02-Manifestacao-em-Angola-acaba-em-massacre

Médicos Sem Fronteiras (MSF) apela por vacinação urgente para profissionais de saúde de países da África Austral

Data: 03/02/2021

Em Moçambique, Essuatíni e Malawi, os profissionais de saúde estão se mobilizando, para tratar mais pacientes, devido as baixas perspectivas de vacinação. E, da forte propagação da nova cepa do COVID-19, na África Austral. A diretora de operações da MSF, Christine Jamet chama a atenção para a desigualdade na distribuição das vacinas: “enquanto muitos países ricos começaram há quase dois meses a vacinar os seus profissionais de saúde e outros grupos, países como Essuatíni, Malawi e Moçambique, que estão enfrentando dificuldades para dar respostas a esta pandemia, não receberam ainda uma única dose para proteger as pessoas em mais elevado risco, incluindo os profissionais de saúde na linha de frente”. Em Moçambique, “profissionais de saúde estão doentes e quem continua trabalhando está exausto”, diz a coordenadora do projeto de MSF no país, Natalia Tamayo Antabak. No Malawi, o Hospital Central Queen Elizabeth, principal centro de tratamento do coronavírus, localizado na cidade de Blantyre, está perto de atingir a capacidade de atendimento total para pacientes que precisam de oxigênio medicinal e, até o momento, 1.298 profissionais de saúde, na linha da frente, testaram positivo para a COVID-19, sendo que 9 foram a óbito.

Fonte: ABC do ABC

Referência: https://www.abcdoabc.com.br/brasil-mundo/noticia/msf-apela-por-vacinacao-urgente-profissionais-saude-paises-africanos-116989

Hospitais do Malawi sob pressão com aumento de casos Covid-19

Data: 03/02/2021

O Malawi é atingido pela segunda onda da pandemia: os casos de Covid-19 estão aumentando e os hospitais locais estão no limite. O Africanews descobriu que alguns pacientes têm que esperar alguns dias para conseguir um leito no hospital. Na semana passada, o Médicos Sem Fronteiras, juntamente com outros parceiros construiu outra enfermaria em uma tenda no terreno do Hospital Central Queen Elizabeth. O qual é referência no país para comportar os pacientes. Ativistas estão pedindo ajuda ao governo “nossa disponibilidade de oxigênio e equipamentos não é adequada (…)”. O Malawí pretende lançar sua primeira rodada de vacinas AstraZeneca para cerca de 3,8 milhões de pessoas em cerca de um mês, o que representa 20% da população de 18 milhões do país.

Fonte: África News

Referência: https://www.africanews.com/2021/02/03/malawi-hospitals-under-pressure-as-covid-19-cases-surge/

Embaixadora da República da Zâmbia visita Uberaba (MG) e vê oportunidades de negócios

Data: 03/02/2021

A embaixadora da República da Zâmbia no Brasil, Alfreda Kansembre Mwamba, visitou a Prefeitura de Uberaba, em Minas Gerais, na última terça-feira (02/02) para dialogar sobre a possibilidade de investimento entre os países. Além de estreitar as relações entre Brasil e Zâmbia, a embaixadora demonstrou interesse pela Zona de Processamento de Exportação do município de Uberaba e quer viabilizar contato com cidades da Zâmbia, de forma a estabelecer parcerias nas áreas de saúde, educação, agronegócio, turismo, dentre outras.

Fonte: G1

Referência:https://g1.globo.com/mg/triangulomineiro/noticia/2021/02/03/embaixadora-da-republica-da-zambia-no-brasil-visita-uberaba-e-ve-oportunidades-de negocios.ghtml

Moçambique: UNFPA atua para que ninguém seja esquecido entre os afetados pelo ciclone

Data: 3/02/2021

No final de janeiro, o ciclone Eloise causou enorme estrago em diversas regiões do continente africano, especialmente, em Madagascar, Zimbábue, Moçambique e Malawi. Frente a isto, o Fundo das Nações Unidas para População (UNFPA) está reunindo esforços, por meio do governo de Moçambique para auxiliar nos danos causados pelo ciclone. A agente especial da ONU relatou que as maiores necessidades são relacionadas a saúde, assim como a proteção das mulheres e meninas afetadas pelo evento. Levando em consideração, a vulnerabilidade gerada nas mulheres e meninas que vivem em centros de acomodação, onde a proteção e as necessidades de saúde são precárias. Nesse contexto, a UNFPA disponibilizará suprimentos, tendas e itens essenciais para melhor auxiliá-las.

Fonte: ONU News

Referencia: https://news.un.org/pt/story/2021/02/1740402

Angola: Grupos de manifestantes protestam em Luanda contra o governo

Data:04/02/2021

A polícia prendeu 20 manifestantes que protestavam contra o governo em Luanda no último dia 4. A manifestação foi marcada para acontecer na data histórica referente ao início da luta armada em Angola com uma marcha do Cemitério de Santana até o Palácio Presidencial. O objetivo da marcha foi de exigir a saída do partido MPLA (Movimento Popular de Libertação da Angola) do governo do país. O partido detém poder desde 1975 e está sendo acusado de privilegiar os interesses de seus membros, bem como da não promoção de políticas de inclusão. O dia escolhido remete à luta de libertação do país frente à colonização portuguesa, sendo o protesto marcado por forte repressão policial, diante de manifestantes desarmados. Embora 20 prisões foram anunciadas, existe a possibilidades de que mais pessoas tenham sido detidas. Além das prisões, há acusações de infiltração de membros do partido do governo nos protestos.

Fonte: África digital

Referência:

Angola: Grupos de manifestantes protestam em Luanda contra governo

Encontrado um buraco de 17 milhões nos fundos da COVID

Data: 5/02/2021

Investigadores sul-africanos reportaram na última semana que cerca de US$ 17 milhões em fundos do coronavírus foram desviados no ano de 2020, ocasionados pela corrupção e fraudes no governo. Tais dados foram revelados, após o presidente Cyril Ramaphosa ter ordenado uma séria investigação. Da qual em novembro do ano passado, o tribunal já havia solicitado o julgamento. Demonstrando desrespeito e flagrante arbitrário da lei, além da busca insaciável de enriquecimento pessoal, segundo o governo. “Precisamos recuperar o dinheiro e devolver ao estado” disse Mothibi, chefe da Unidade de Investigação Especial do governo.

Fonte: Al Jazeera

Referencia: https://news.un.org/pt/story/2021/02/174040

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.