Clipping Chifre da África #77

PRIMEIRO-MINISTRO ADMITE PRESENÇA DE TROPAS DA ERITREIA EM TIGRAY

Por Maria Luiza Mendes e Gabriella Tourinho em 23/03/2021

O primeiro-ministro etiope, Abiy Ahmed, reconheceu a presença das tropas eritreias na região de Tigray, considerando “inaceitáveis” os eventuais ataques que possam ter cometido contra civis durante o conflito. A presença das tropas, apoiada pelo Governo Federal e indo contra a regional Frente de Libertação do Povo Tigray (TPLF), foi revelada por residentes, organizações humanitárias e alguns diplomatas, mas foi negada durante meses pelas autoridades de ambos os países.

Abiv lançou em novembro do ano passado, uma intervenção militar para a derrubada do TPLF na região, cujas forças foram acusadas de terem atacado bases do exército federal. Abiv declarou-se vitorioso do conflito, mas os líderes do TPLF fugidos anunciaram que a luta ainda continua e não vão parar. O governo da Eritreia argumenta ter sido empurrado para o conflito após as TPLF ter “disparado foguetes” contra o seu país a partir do outro lado da fronteira. Os soldados eritreus ocuparam as trincheiras na fronteira, escavadas durante a guerra entre os dois países entre 1998-2000. Segundo o primeiro-ministro etíope as autoridades da Eritreia prometeram partir se os soldados etíopes regressassem a estas trincheiras. O primeiro-ministro que ganhou o prêmio Nobel da paz em 2019, está sofrendo pressões para encerrar os conflitos na região do norte da Etiópia e permitir que a ONU realize investigações internacionais sobre alegados crimes de guerra.

Fonte: DW

<https://www.dw.com/pt-002/etiópia-primeiro-ministro-admite-presença-de-tropas-da-eritreia

-em-tigray/a-56962947>

INCÊNDIO NO CENTRO DE IMIGRANTES DO IÊMEN DEIXA CENTENAS DE IMIGRANTES FERIDOS E CERCA DE 44 MORTOS, A MAIORIA DELES ETÍOPES

Por Brenda Lima em 17/03/2021

 Após imigrantes protestarem contra as condições locais, ocorreu um incêndio que deixou 193 feridos e 44 mortos na capital Sanaa no Iêmen. A Human Rights Watch acusou as forças Houthi de causar o fogo lançando projéteis no centro. Os Houthi, que controlam Sanaa desde 2014, afirmam que o incêndio foi acidental. ONU exige uma investigação independente.

Fonte: BBC News

https://www.bbc.com/news/world-middle-east-56428694

CRISE NO TIGRAY: ONU CONCORDA EM INVESTIGAÇÃO CONJUNTA COM A ETIÓPIA

Por Brenda Lima em 18/03/2021

Michelle Bachelet, chefe de direitos humanos da ONU, concordou com pedido da Etiópia de uma investigação conjunta sobre a situação na região norte de Tigray, diante das várias acusações de violação dos direitos humanos na região. ONU descreve a situação como uma “limpeza étnica” e governo etíope não concorda com as críticas dos EUA. O conflito se estende desde novembro de 2020, ONU estima que cerca de 521.200 pessoas foram deslocadas.

Fonte: BBC News

PRIMEIRO-MINISTRO ETÍOPE DIZ NÃO QUERER GUERRA COM SUDÃO

Por Brenda Lima em 23/03/ 2021

Abiy Ahmed, primeiro ministro Etíope, confirmou a presença de tropas eritreias na região do Tigré que podem ter sido responsáveis por atrocidades contra a população civil e disse que seu país não quer uma guerra com o Sudão. A disputa fronteiriça é referente a Al-Fashaqa, uma região agrícola localizada entre dois rios e que faz fronteira com a Etiópia e o Sudão. A região agrícola é reivindicada pelos dois países e tem sido ponto de conflito, mas o mesmo se intensificou após declaração da ONU sobre risco de fome nessas regiões.

Fonte: Estado de Minas

https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2021/03/23/interna_internacional,1249595/primeiro-ministro-etiope-diz-nao-querer-guerra-com-sudao.shtml

TROPAS DA ERITREIA MATARAM MAIS DE 100 CIVIS EM TIGRAY

Por Ana Luísa de Assis em 24/03/2021

A Comissão Etíope de Direitos Humanos afirmou que soldados Eritreus mataram mais de 100 civis em massacre na região do Tigray. A região está em guerra desde novembro de 2020, e isto pode ser considerado crime contra a humanidade. Essa investigação corrobora com as feitas pelo Human Rights Watch e da Anistia Internacional. “As informações coletadas durante esta investigação preliminar confirmam que durante os dois dias de 28 de novembro e 29 de novembro, graves violações dos direitos humanos foram cometidas e que em Axum, mais de cem residentes foram mortos por soldados eritreus”, disse a comissão.

Fonte: Al Jazeera

https://www.aljazeera.com/news/2021/3/24/eritrean-troops-killed-over-100-civilians-in-tigray-rights-group

 

GABINETE DO SUDÃO APÓIA MEDIAÇÃO DOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS EM DISPUTAS COM A ETIÓPIA

Por Ana Luísa de Assis em 24/03/2021

O gabinete de transição do Sudão apoiou uma iniciativa dos Emirados Árabes Unidos para mediar uma disputa de fronteira com a Etiópia, bem como sobre uma polêmica grande barragem construída por Addis Abeba no Rio Nilo Azul. As tensões em torno do controle das terras agrícolas na região de al-Fashaqa, na fronteira, aumentaram nos últimos meses, durante as negociações sobre a operação da Grande Barragem do Renascimento Etíope (GERD), que afetará o volume de água a jusante do Nilo no Sudão e Egito, estão em um impasse. O Primeiro-ministro da Etiópia ressalta que ambos países passam por diversos problemas atualmente, e que, uma guerra não é a melhor opção para ninguém, a melhor forma de resolver o impasse é de forma pacífica.

Fonte: Al Jazeera

https://www.aljazeera.com/news/2021/3/23/sudans-cabinet-backs-uae-mediation-in-disputes-with-ethiopia

 

CONFLITO DE TIGRAY: O FALSO DIPLOMATA DA ONU E OUTRAS HISTÓRIAS ENGANOSAS

Por Ana Luísa de Assis em 24/03/2021

O conflito eclodiu em novembro de 2020, quando as tropas do governo etíope lançaram uma ofensiva contra as forças locais de Tigray, que haviam assumido o controle das bases militares do governo. A Agência de Imprensa Etíope Oficial (EPA) informou que um diplomata sênior, anteriormente na ONU, tem tweetado em apoio à causa da Etiópia. Porém, de acordo com uma investigação da BBC, essa declaração é falsa. A mesma conta mudou o nome e a foto de perfil várias vezes na semana. Posteriormente, um relatório do pró-governo Ethiopian Herald afirmou que uma equipe de investigação da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) visitou Axum, mas “não conseguiu encontrar um único local de sepultamento nem se encontrar com parentes” de pessoas que, segundo relatos, foram mortas em um massacre. Mas a USAID diz que nunca enviou uma equipe de investigação a Axum.

Fonte: BBC

https://www.bbc.com/news/56456535

ONU DENUNCIA MAIS DE 500 ESTUPROS POR SOLDADOS ARMADOS NO CONFLITO EM TIGRAY

Por Elisa Tolentino e Maria Luiza Mendes em 24/03/2021

Segundo um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 500 casos de estupros foram reportados em cinco clínicas médicas em Tigray, no entanto, devido a subnotificações do fraco sistema de saúde pública, o número real pode ser muito maior. Wafaa Said, deputada e coordenadora de ajuda da ONU, afirmou em uma conferência dos Estados da ONU em Nova York que ‘’mulheres afirmaram que foram sexualmente violentadas por homens armados e contaram histórias de estupros coletivos, estupro em frente de famílias e homens sendo obrigados a estuprar seus familiares sob diversas ameaças.

Fonte: Al Jazeera

https://www.aljazeera.com/news/2021/3/25/ethiopias-tigray-men-forced-to-rape-family-members-un-reports

 

GOVERNO DE ERITREIA CEDE AO PEDIDO DO PRIMEIRO MINISTRO DA ETIÓPIA E VAI RETIRAR SUAS TROPAS DE TIGRAY 

Por Elisa Tolentino, Maria Luiza Mendes e Gabriella Tourinho em 24/03/2021

O governo etíope anunciou na última quinta-feira (25) que a Eritreia aceitou o pedido de

retirada das forças da região de Tigray, local onde testemunhas denunciam crimes como

homicídios e violações dos direitos civis. ‘’Ontem, dia 26 de março de 2021, durante minha visita a Asmara, o presidente Isaias Afwerki, concordou em retirar suas tropas da fronteira com a Etiópia” disse Abiy em um tweet da sua conta oficial no Twitter. O primeiro ministro também afirmou em sua rede social que ‘’a Defesa Nacional Etíope’’ vai possuir guarda total da área fronteiriça com efeito imediato”, no entanto, não se sabe quantos soldados eritreus estavam na região, mas testemunhas estimam que foram milhares de homens.

Fonte: Al Jazeera

https://www.aljazeera.com/news/2021/3/26/ethiopia-says-eritrea-has-agreed-to-withdraw-forces-from-tigray

 

REABERTURA DAS ZONAS FRONTEIRIÇAS ENTRE ETIÓPIA E ERITREIA

Por Elisa Tolentino em 27/03/2021

Etiópia e Eritreia concordaram em reabrir suas zonas fronteiriças sob reforço da guarda etíope. As duas nações ‘’irmãs’’ renovaram seu comitê de parceria bilateral para desenvolvimento de programas estratégicos. Depois de dois dias de reunião e negociação em Asmara, o encontro dos dois líderes divulgou o acordo. O Primeiro ministro etíope Abiy Ahmed (PhD), anunciou que Etiópia e Eritreia vão continuar reforçando suas relações bilaterais e cooperação econômica. Os dois Estados concordaram que lições importantes foram aprendidas devido às atrocidades ocorridas em Tigray nos últimos cinco meses, mas que essa realidade fortalecerá ainda mais os empreendimentos conjuntos das duas nações. De acordo com o ministro de Inovação e Tecnologia, Abraham Belay (PhD), os dois chefes de Estados chegaram a um consenso de estabelecer grupos de alto escalão que possam facilitar sua cooperação nas esferas de desenvolvimento energético, interconexão elétrica e também logística.

Fonte: Ethiopian Press Agency

https://www.press.et/english/?p=32304

SUDÃO PRECISA COOPERAR COM EGITO PARA USO JUSTO DAS ÁGUAS DO NILO

Por Elisa Tolentino em 27/03/2021

Desde o início das políticas do governo na grande represa do Renascimento Etíope (GERD na sigla original) está claro que Egito e Sudão precisam genuinamente cooperar na utilização justa da água do rio Nilo, afirmou o principal pesquisador do Instituto Internacional de Manuseio da Água, Amare Haile Selassie. Ele confirmou que a posição da Etiópia em relação a represa é clara e consistente enquanto os países rio abaixo possuem agendas escondidas. Selassie aconselhou aos governos que cooperassem e usassem a água de forma justa já que não há nenhuma lei na terra que atrapalhe um país a usar a água de seu território, e que protegessem o ecossistema com desenvolvimento sustentável. Enquanto isso, a Etiópia tem que trabalhar para reverter as irracionais pressões externas em relação à barragem, informando os benefícios que ela pode trazer aos países rio abaixo.

Fonte: Ethiopian Press Agency

https://www.press.et/english/?p=32306

SOMÁLIA PEDE RECORRE POR FINANCIAMENTO URGENTE PARA AJUDAR A POPULAÇÃO

Por Maria Luiza Mendes em 23/03/2021

A Somália recorreu na última segunda-feira (22), por um financiamento urgente para ajudar

cerca de 2,7 milhões de pessoas que estão enfrentando a fome aguda com o agravamento das

condições da pré-seca na região do Chifre da África. O Ministério de Gestão de Desastres e

Assuntos Humanitários da Somália emitiu um comunicado alertando dos impactos causados

pela seca, pela pandemia de Covid-19 e pedindo a antecipação do financiamento.

Fonte: Monitor do Oriente Médio

<https://www.monitordooriente.com/somalia-apela-por-financiamento-urgente-para-ajudar-2

7-milhoes-de-pessoas/>

SUDÃO DO SUL RECEBE PRIMEIRO LOTE DE VACINAS PARA A COVID-19 POR MEIO DO COVAX FACILITY

Por Gabriella Tourinho em 25/03/2021

O Aeroporto Internacional de Juba recebeu, nesta quinta-feira, 132 doses da vacina Astra Zeneca contra a COVID-19. Este é o primeiro de muitos carregamentos de vacina que irão chegar, nos próximos meses, no Sudão do Sul através da COVAX Facility. A iniciativa COVAX Facility é uma parceria global formada pela CEPI, Gavi, Vacinne Aliance, UNICEF e OMS, estabelecida para garantir que todos os países possam ter acesso equitativo às vacinas da COVID-19. O primeiro carregamento das vacinas está previsto para ser usado nos profissionais de saúde e pessoas de até 65 anos, dado o grau de risco maior de morte ou um estágio severo da doença ao entrar em contato com o vírus. 

O ministro da saúde Hon Elizabeth Achuei agradeceu à COVAX Facility pela facilitação da chegada da vacina através dos carregamentos e anunciou que a vacina vai ajudar a proteger a população da COVID-19 e ao retorno seguro da vida normal. Através da COVAX Facility se espera que seja entregue cerca de 732 doses de vacinas no Sudão do Sul nos primeiros seis meses de 2021. A campanha de vacinação no Sudão do Sul vai começar logo, e se espera que até o final de 2022, 40% da população sudanesa esteja vacinada, conforme descrito no Plano Nacional de Implantação e Vacinação COVID-19 do país. A vacina da Astra Zeneca requer 2 doses para a completa imunização, e para serem vacinadas todas as pessoas terão que consentir, além de que a vacinação será fornecida de forma voluntária e completamente grátis. Embora a vacinação contra a COVID-19 seja importante para proteger as pessoas mais vulneráveis ​​e expostas de serem infectadas e reduzir a morbidade e mortalidade, uma adesão contínua às medidas preventivas para evitar a propagação do vírus como usar máscaras faciais e respeitar o distanciamento social, continua crucial.

Fonte: Al Jazeera

https://www.unicef.org/press-releases/south-sudan-receives-first-batch-covid-19-vaccines-through-covax-facility

CAPITAL DA SOMÁLIA É ATINGIDA POR ATAQUE DE MORTEIROS

Por Gabriella Tourinho em 25/03/2021

O policial Abdi Yusuf contou que ao menos 3 pessoas morreram e 5 estão feridas após uma saraivada de morteiros numa área residencial próxima ao Aeroporto Internacional Adan Adde, na capital da Somália, Mogadishu. O ataque visava a sede das forças da missão de paz da ONU e da União Africana (AMISOM) e foi reivindicado pelo grupo armado ligado à Al-Qaeda, Al-Shabab. Já é a 2º vez que o complexo da ONU é alvejado em menos de uma semana, após o ataque de 19 de março sem vítimas. O grupo Al- Shabab é responsável por vários ataques ao longo dos anos, incluindo o bomba-caminhão em 2017, também em Mogadishu que matou mais de 300 pessoas.

Fonte: Al Jazeera

Disponível em: https://www.aljazeera.com/news/2021/3/25/at-least-3-civilians-killed-in-mogadishu-mortar-attack

SOMÁLIA APELA POR FINANCIAMENTO URGENTE PARA AJUDAR 2,7 MILHÕES DE PESSOAS

Por Beatriz Coutinho em 25/03/2021

Os países do Chifre da África vêm sofrendo com o aumento da fome aguda, que se dá devido à piora da situação de pré-seca na região, e o governo da Somália suplicou por socorro, na última segunda-feira (22), pedindo um financiamento de emergência para ajudar cerca de 2,7 milhões de pessoas nessas condições. Em um comunicado, o Ministério de Gestão e Desastres e Assuntos Humanitários da Somália pede que o auxílio chegue o mais rápido possível, pois o baixo número de chuvas previstas, a onda de gafanhotos do deserto e a crise da covid-19, que infectou cerca de 10 mil pessoas e deixou mais de 400 mortos pelo país, estão forçando essas pessoas na direção de uma catástrofe humanitária. A insegurança alimentar está em estado crítico e só pretende piorar caso a ajuda não chegue imediatamente.

FONTE: Monitor do Oriente Médio. Disponível em: https://www.monitordooriente.com/20210323-somalia-apela-por-financiamento-urgente-para-ajudar-27-milhoes-de-pessoas/

MÉDICOS SEM FRONTEIRAS TESTEMUNHAM SOLDADOS MATANDO CIVIS NA ETIÓPIA.

Por Vinicius Martinez em 25/03/2021

Uma equipe do Médico Sem Fronteiras (MSF) relata assassinatos de 4 civis pelos soldados etíopes nesta semana. A organização MSF conta que a equipe estava em um veículo com outros civis quando foram abordados pelos soldados que os revistaram após abrirem fogo contra o veículo.

Fonte: BBC

https://www.bbc.com/news/world-africa-56524991


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.