Clipping Países Andinos #89

OEA acusa Venezuela de desinformar ONU sobre combates na fronteira com a Colômbia

Por Mariana Puertas Lippi em 22 de abril de 2021

A secretária-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) acusou a Venezuela de “desinformar” a ONU sobre os confrontos que ocorrem desde março na fronteira com a Colômbia e urgiu a comunidade internacional a atender o deslocamento de venezuelanos no território venezuelano. A organização chefiada por Luis Almagro rechaçou uma carta enviada por Caracas ao Conselho de Segurança da ONU, acusando a “ditadura” de Nicolás Maduro de “eludir sua própria responsabilidade” nas “tensões e hostilidades” na zona fronteiriça entre o estado venezuelano de Apure e o departamento colombiano de Arauca. O chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, informou em 6 de abril que a Venezuela solicitou em uma carta ao Conselho de Segurança da ONU “investigar as atividades de grupos armados colombianos que executam ataques armados contra o território e a população venezuelana”. No comunicado, a OEA acusou Caracas de ser “cúmplice” dos atores criminosos e terroristas que estão presentes em território venezuelano gozando de total impunidade e destacou “operações indiscriminadas do aparato militar do regime” contra a população civil.

Fonte: Estado de Minas

Disponível em: <https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2021/04/21/interna_internacional,1259328/oea-acusa-venezuela-de-desinformar-onu-sobre-combates-na-fronteira-com-a-co.shtml>

Presidente da Bolívia faz apelo para que países ibero-americanos lutem pela liberação de patente das vacinas para Covid-19

Por Sofia Oliveira em 22 de abril de 2021

Durante a XXVII Conferência Ibero-americana, no dia 21 de abril de 2021, o presidente boliviano Luis Arce defendeu a necessidade de um multilateralismo mais solidário entre os países ibero-americanos durante o combate à Covid-19 e na luta pela mudança dos padrões internacionais sobre o direito à propriedade intelectual. Lamentando o fato dos países ricos, que juntos representam apenas 16% da população mundial, terem comprado mais da metade dos insumos disponíveis no mundo, Arce defendeu a quebra de patente das grandes farmacêuticas sobre insumos necessários para o combate à pandemia – como diagnósticos, medicamentos e vacinas- e pediu que os países desenvolvidos doem o excesso de vacina obtido. Finalizou afirmando que os países desenvolvidos não serão capazes de superar plenamente os impactos econômicos resultantes da pandemia se as nações do sul forem deixadas desamparadas, reforçando, assim, a necessidade de cooperação no momento de pandemia. 

Fonte: La Razón.

Disponível em: 

<https://www.la-razon.com/nacional/2021/04/21/en-la-cumbre-iberoamericana-arce-pide-lucha-conjunta-contra-el-covid-19-y-liberar-patentes-de-vacunas/

Presidente do Equador decreta estado de exceção para frear Covid-19

Por Bruna Stela G. Moura em 23 de abril de 2021

O atual presidente do Equador, Lenín Moreno, decretou no dia 21 de abril de 2021 através de seu Twitter, estado de exceção por 28 dias, haja vista a velocidade de contágio da COVID-19. O estado de exceção é uma situação oposta ao Estado Democrático de Direito, na qual as autoridades podem declarar pela notoriedade de emergência nacional. Sendo assim, o Equador passa a ter um toque de recolher, que implica a suspensão dos direitos à liberdade de circulação da população e a inviolabilidade do domicílio, com a justificativa de evitar aglomerações. Ademais, a venda de bebidas alcoólicas será proibida durante o toque de recolher, as aulas presenciais continuam suspensas, trabalho remoto obrigatório nos setores públicos e privados e a circulação só poderá ser de trabalhadores de setores estratégicos. 

Fonte: G1

Disponivel em: <https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/04/22/presidente-do-equador-decreta-estado-de-excecao-no-pais-por-pandemia.ghtml>

Bancada eleita do partido Aliança para o Progresso do Peru pretende solicitar adiamento de debate sobre a reforma da Constituição até 2022

Por Ana Luísa Vaz em 24/04/2021

A bancada do partido peruano Aliança para o Progresso (APP) eleito em 2021 – e que permanecerá até 2026 – irá propor o adiamento da reforma da Constituição do Peru até julho de 2022, de modo a priorizar questões urgentes. Isto foi afirmado por Luis Iberico, ex-candidato à segunda vice-presidência do partido, que considerou “absurdo” entrar em um debate como esse no atual contexto pandêmico enfrentado pelo país. Em sua fala, Iberico também relembrou a proposta de um pacto de governança apresentado pela Aliança para o Progresso, que consiste em solicitar aos candidatos presidenciais, Pedro Castillo e Keiko Fujimori, que especifiquem o que fariam nos primeiros 100 dias de gestão.

Fonte: Diario Correo.

Disponível em:

<https://diariocorreo.pe/politica/nueva-bancada-de-app-pedira-que-se-aplace-debate-sobre-la-reforma-de-la-constitucion-hasta-el-2022-senala-luis-iberico-nndc-noticia/?ref=dcr>

Cinco ações de mineração sofrem uma queda histórica de dois dígitos no BVL, quais são esses ativos?

Por: Yasmim Beatriz em 24 de abril de 2021

A desvalorização das ações de importantes empresas peruanas está variando entre -18,37% a -27,7%, refletindo o cenário político no país em Pedro Castillo, candidato da esquerda, tem se destacado nas pesquisas. Isso demonstra que a Bolsa de Valores de Lima (BVL) é impactada diretamente pelo fato de que Castillo tem uma visão voltada para a nacionalização das mineradoras, o que leva os investidores a mudarem o lócus das aplicações.

Na visão do gerente de Mercado de Capitais da empresa Kallap SAB existem duas possibilidades de evitar que essa situação econômica permaneça e para isso Castillo precisa dialogar com as mineradoras não as sobretaxando em 70% do imposto de renda. A outra possibilidade diz respeito à liderança de Keiko Fujimori, candidata da direita. 

Fontes: El Comercio; Folha 

Disponível em: <https://elcomercio.pe/economia/cinco-acciones-mineras-sufren-caida-historica-a-doble-digito-en-la-bvl-cuales-son-esos-activos-elecciones-2021-segunda-vuelta-peru-libre-pedro-castillo-ncze-noticia/>

<https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/04/keiko-fujimori-garante-lugar-no-2o-turno-no-peru-em-disputa-apertada.shtml



Quem é “Techo ‘e Paja”, o ex-traficante boliviano que era parceiro de Pablo Escobar e está novamente preso

Por Cristiano Grabellos Moura em 25 de abril de 2021

Jorge Roca, boliviano que era um dos provedores da pasta base de cocaína para o Cartel de Medellín, voltou a ser detido. Sobrinho de Roberto Suárez, que chegou a ser conhecido como o “Rei da cocaína” nos anos 80, Roca era um sócio estratégico do colombiano Pablo Escobar. Apelidado de “Techo ‘e paja” por seu cabelo acobreado, as autoridades colombianas e estadunidenses acreditam que ele havia retornado ao narcotráfico e que estava tomando parte nas ações de uma organização internacional cujo objetivo seria enviar grande quantidades de cocaína para os Estados Unidos. Em 1990, Jorge Roca foi preso em sua casa em Los Angeles e foi condenado a uma sentença de 35 anos. Cumpriu 27 anos na Califórnia, em 2017 foi transferido para a Bolívia e, em 2020, obteve liberdade condicional. Porém, em meados de março, Roca foi detido no Peru, na cidade de Lima, acusado de integrar tal organização. Milton Andrade, advogado defensor de Roca, diz que as acusações não têm fundamento, já a polícia colombiana, sustenta que “Techo ‘e paja”, na verdade, chefiava a organização.

Fonte: BBC News Mundo

Disponível em:
<https://www.bbc.com/mundo/noticias-america-latina-56698869> 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.