Clipping Chifre da África #82

Sudão vai implementar medidas de segurança

Por Elisa Tolentino em 30/04/2021

O Presidente do Conselho de Soberania, Abdel Fattah al-Burhan, anunciou a disponibilidade dos comités de segurança para reunir as antigas forças rebeldes nos locais de acantonamento, tal como previsto no acordo de paz de Juba. Nos termos do acordo de paz assinado entre o governo sudanês e as facções da Frente Revolucionária Sudanesa (SRF) a 3 de Outubro de 2020, a reunião de forças deveria ter tido lugar dois meses após a assinatura do acordo, mas a medida foi adiada por meses, devido à falta de financiamento.

“Os comités de segurança estão prontos para reunir os combatentes em locais de acantonamento no Darfur e nas Duas Áreas, como parte da implementação do capítulo de disposições de segurança”, disse al-Burhan ao mediador-chefe sudanês Tut Gatluak, de acordo com uma declaração do Conselho Soberano, após uma reunião em Cartum na quinta-feira. Al-Burhan reiterou ainda o compromisso do governo de implementar o acordo de paz, apontando que representa “o principal pilar da segurança e estabilidade do país”.

Fonte:Sudan says ready to implement security arrangements – Sudan Tribune: Plural news and views on Sudan

Ministro sudanês pede resistência às tentativas de mudar as leis islâmicas

Por Elisa Tolentino em 01/05/2021

Gibril Ibrahim, chefe do Movimento Justiça e Igualdade (JEM) e Ministro das Finanças no Sudão, apelou aos líderes muçulmanos sufistas para se oporem a qualquer tentativa de alterar as leis islâmicas, especialmente a Lei do Estatuto Pessoal. O JEM é um dos grupos armados de Darfur que assinaram o acordo de paz de Juba com o governo de transição em Outubro de 2020, o seu líder entrou para o governo como ministro das finanças em Fevereiro de 2021. Em um discurso em uma mesquita na última sexta-feira, Ibrahim afirmou que: ‘’defender as leis islâmicas dizendo que a ‘submissão dos muçulmanos é inaceitável’ sem apoiar o extremismo religioso’’, enfatizando que: “Não somos extremistas, mas ao mesmo tempo não aceitaremos que as pessoas adulterem a nossa religião e as nossas leis para as mudar de acordo com os caprichos do povo do Ocidente”. Na passada quinta-feira, o gabinete sudanês aprovou com algumas reservas a ratificação da Convenção da ONU sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Contra as Mulheres (CEDAW).

Vários grupos de mulheres, incluindo a União das Mulheres Sudanesas de esquerda, rejeitaram estas reservas, afirmando que a convenção internacional se tornará letra morta sem os artigos objetados.

Fonte: Sudanese minister calls to resist attempts to change Islamic laws – Sudan Tribune: Plural news and views on Sudan

Legisladores somalianos votam para que o país realize eleições indiretas

Por Elisa Tolentino e Vinicius Martinez em 01/05/2021

A Câmara do Parlamento da Somália votou unanimemente para restabelecer um acordo alcançado no ano passado, que permitirá ao país realizar eleições indiretas. No mês passado, o parlamento tinha votado para prolongar o mandato do Presidente Mohamed Abdullahi Mohamed por dois anos e para que o país realizasse as suas futuras eleições sob um sistema de uma só pessoa por voto, no entanto, a medida foi rejeitada pelo senado. No sábado, o porta voz do parlamento, Mohamed Mursal disse que 140 deputados tinham votado para restabelecer as sondagens indiretas, com base no acordo de Setembro de 2020. Num discurso no parlamento pouco antes da votação, Mohamed Mursal, popularmente conhecido como Farmaajo, apelou aos legisladores para que apoiassem o regresso ao acordo

Fonte: Somali lawmakers vote for country to hold indirect elections | Somalia News | Al Jazeera

Somália cancela a prorrogação de mandato presidencial de Farmaajo

Por Maria Luiza Mendes em  01/05/2021

Os parlamentares da Somália votaram para o cancelamento da prorrogação do mandato presidencial de Mohamed Farmaajo, que havia sido aprovado no mês passado, em uma ação que pode encerrar o impasse político. O parlamento votou por unanimidade pela reversão. O cancelamento da prorrogação do mandato foi para amenizar a pressão política interna e internacional que o país vem enfrentando, além de neutralizar o impasse armado na capital Mogadíscio.

Fonte: Voa Portugues

<https://www.voaportugues.com/a/somália-cancela-de-extensão-de-mandato-presidencial-defamajo/

5874464.html>

O burocrata de Buffalo que empurrou Somália até a beira do abismo

Por Maria Luiza Mendes em  30/04/2021

A tentativa de Mohamed Farmaajo de permanecer na presidência da Somália por mais dois anos, sem eleições, levou a um tiroteio na capital e teme que o país esteja entrando em um conflito desastroso. Essa disputa política acabou se tornando uma série de tiroteios violentos, no último domingo (25) entre as facções militares rivais na capital, Mogadíscio, evocando medo de que a Somália, depois de anos de progresso modesto, mas gradual, pudesse cair no tipo de derramamento de sangue baseado em clãs que destruiu na década de 1990.

Fonte: New York Times

<https://www.nytimes.com/2021/04/30/world/africa/somalia-president.html&gt;

Confrontos na Somália já fizeram pelo menos 60 mil deslocados

Por Maria Luiza Mendes em 28/04/2021

Cerca de 60.000 a 100.000 pessoas que vivem em Mogadíscio, capital da Somália, estão sendo deslocados à força, após confrontos do último domingo (25) entre duas facções do exércitos sobre a crise no Governo do país, segundo a ONU. Entre os afetados por esse deslocamento, estão não só os residentes da capital, mas também os deslocados internos somalis que tinham ido para a capital, vindo de outras partes do país, em busca de asilo, e novamente foram deslocados para a periferia da cidade. O deslocamento foi causado pelo conflito na Somália, que aumentou este ano: desde janeiro, aproximadamente 173.000 pessoas tiveram que fugir das suas cassa, incluindo cerca de 50.000 deslocados por conta da violência em vários locais, nas regiões de Galgaduud (centro) e Mudug (centro-oeste) e no estado Sudoeste.

Fonte: DW

<https://www.dw.com/pt-002/somália-confrontos-já-fizeram-pelo-menos-60-mil-deslocados/a

-57365973>

Estados Unidos pressiona Etiópia por ‘desastre humanitário’ em Tigray

Por Maria Luiza Mendes em26/04/2021

Antony Blinken, chefe da diplomacia dos Estados Unidos, pressionou a Etiópia na última segunda-feira (26) ao que ele chamou de um “desastre” humanitário iminente no Tigray, incluindo o grande receio sobre a fome. O diplomata ainda destacou a presença das tropas do país vizinho, Eritreia, que pela primeira vez reconheceu a sua permanência no início do mês de abril, prometendo a sua retirada “imediata, completa e verificável”.

Fonte: ISTOÉ Dinheiro

https://www.istoedinheiro.com.br/eua-pressiona-etiopia-por-desastre-humanitario-no-tigre/

Eritreia liberta 14 cristãos após quatro anos de prisão

Por Beatriz Coutinho

Na semana do dia 26, mais 14 cristãos foram soltos pelas autoridades eritreias após cerca de 4 anos presos na Ilha Dahlak, no Mar Vermelho. De um grupo de 66 pessoas detidas ao mesmo tempo, os homens podem ser os últimos a serem soltos. O motivo das libertações, contudo, ainda é desconhecido.

Existem rumores que esses ex-prisioneiros serão obrigados a se juntarem ao serviço militar do país. O serviço militar no país é muito temido pois pode chegar a durar décadas e possui um recrutamento forçado.

A Eritreia está na lista de países que mais perseguem cristãos no mundo, e possui medidas tão severas para com esse grupo que é tida por alguns como análoga à Coreia do Norte africana. Desde a introdução das políticas de registro religioso em 2002, apenas três denominações cristãs são legalmente permitidas – ortodoxa eritreia, católica romana e luterana – assim como o islamismo sunita.

FONTE: AMIGO DE CRISTO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.