Clipping #98 Países Andinos

Colômbia mobiliza maior tropa militar na região da fronteira com a Venezuela

Por Juliana Lima em 06 de outubro de 2021

A Colômbia mobilizou nesta quarta-feira, 06 de outubro de 2021, uma nova tropa composta por cerca de 14 mil militares na região da fronteira com a Venezuela. Essa unidade é a maior tropa da história colombiana, que foi alojada na região de Norte de Santander, uma das mais violentas do país devido à disputa pelo controle da produção de cocaína. A tropa, denominada de Comando Específico do Norte de Santander (Cenor), foi estabelecida com o intuito de combater o narcotráfico, o terrorismo e impedir o controle do crime organizado na região. Além disso, o governo colombiano afirmou que o Cenor também buscará investimentos para combater a pobreza e erradicar plantações ilegais. A decisão da Colômbia ocorreu diante de acusações direcionadas à Venezuela de financiar o tráfico de drogas e abrigar as quadrilhas armadas em troca de parte dos lucros obtidos, o que é negado pelo presidente Nicolás Maduro. A decisão de estabelecer as tropas ocorreu dois dias depois de o governo venezuelano anunciar a abertura da fronteira com a Colômbia, que estava fechada desde 2019, para retomar o comércio.

Fonte: Folha de São Paulo

Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/10/colombia-mobiliza-maior-tropa-militar-na-regiao-da-fronteira-com-a-venezuela.shtml>

Presidente do Peru anuncia renúncia de primeiro-ministro e expõe ruptura no governo

Por: Larissa dos Santos Zanin em 09 de outubro de 2021

Na quarta-feira, 06/10/2021, o presidente do Peru, Pedro Castillo, anunciou a renúncia do primeiro-ministro e de todo o gabinete ministerial, isso em apenas 2 meses após assumir a presidência, fato que representa uma grande ruptura do governo com ala mais à esquerda, pela qual Castillo foi eleito, representando que ele tem se desvinculado do discurso que foi eleito. Porém essa renúncia pode auxiliar o presidente com as negociações com o congresso, que possui maioria de direita, pois se não tivesse feito o Congresso poderia colocar mais pressão em cima do governo o travando e colocando em risco o resto do mandato com o presidente. Em uma tentativa de amenizar as desconfianças do congresso,  o presidente veio a público e defendeu a conversa entre os poderes: “ O equilíbrio de poderes é a ponte entre a lei e a democracia. Votos de confiança, audiências no congresso e moções de censura não devem ser usadas para gerar instabilidade política”. 

Fonte: G1

Disponível em: < https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/10/06/presidente-do-peru-anuncia-renuncia-de-primeiro-ministro.ghtml >

Pandora Papers revela laços entre a VP da Colômbia e o lavador de dinheiro

Por Natália Canevari em 08 de outubro de 2021

Os Pandora Papers revelaram detalhes sobre os laços entre a vice-presidente da Colômbia, a ministra dos Transportes e um lavador de dinheiro condenado. De acordo com documentos divulgados como parte da lixeira Panamá Papers, a vice-presidente Marta Lucia Ramirez, a ministra dos Transportes Angela Maria Orozco e o lavador de dinheiro condenado Gustavo Hernandez, eram proprietários de uma empresa nas Ilhas Virgens. Foi revelado que Ramirez e Orozco fizeram negócios com Hernandez através do marido da vice-presidente, Álvaro Rincon, cujos negócios com o suposto barão da droga “Memo Fantasma” foram revelados no ano passado. O vazamento também comprovou que Ramirez mentiu sobre o período em que estava fazendo negócios com o lavador de dinheiro, quando o Pandora Papers revelou que ela vendeu suas ações na empresa offshore Global Securities Management em 2015. As revelações dos laços da família Ramirez com os múltiplos esquemas de lavagem de dinheiro são apenas dois de uma série de escândalos que mancharam a reputação da vice-presidente. Nessa perspectiva, a vice-presidente também foi ligada a múltiplos crimes contra a humanidade quando foi ministra da defesa do ex-presidente Álvaro Uribe entre 2002 e 2003.

Fonte: Colombia Reports 

Disponível em: <https://colombiareports.com/pandora-papers-reveal-ties-between-colombias-vp-and-money-launderer/>. 

Cocaleiros tomam mercado na Bolívia, em disputa entre apoiadores de Luis Arce e opositores

Por Roberta Ferreira de Moura em 09 de outubro de 2021

Na última semana, a briga pelo poder entre os produtores de folha de coca do país, os chamados cocaleiros, atingiu um novo nível de tensão após uma escalada nas hostilidades que teve início em 2019. Após alguns dias de manifestações de cocaleiros contrários ao dirigente da Associação Departamental de Produtores de Coca de La Paz (Adepcoca) terem sido marcados por confrontos com a polícia, na última segunda-feira (4), os cocaleiros conseguiram avançar e retomaram o controle da sede da associação e do mercado legal para a venda da planta em La Paz. O dirigente da associação se trata de Arnold Alanes, o qual é reconhecido pelo governo nacional e que estava no controle da entidade. A disputa pelo controle da Adepcoca se dá entre três alas dos produtores de coca, duas delas identificadas como apoiadoras do partido governista Movimento ao Socialismo (MAS) e a outra é ligada ao líder opositor Armin Lluta. Este último era o atual presidente da associação, entretanto, no dia 20 de setembro Arnold Alanes proclamou-se o principal chefe da entidade alegando à imprensa boliviana que sua presidência era legítima. Após a tomada da Adepcoca pelos cocaleiros, na última terça-feira (5), Lluta deixou o cargo de presidente da associação, argumentando que sua decisão visa garantir a “unidade” da organização. Nesse sentido, uma comissão eleitoral foi formada e dentro de 30 dias os cocaleiros vão escolher um novo presidente, em que não poderão se candidatar Lluta, Alanes e Fernando Calle, líder do outro grupo ligado a Luis Arce.

Após confronto com a polícia, grupo contrário à “interferência” do presidente boliviano assumiu comando de mercado onde coca é vendida legalmente| Foto: EFE/Martin Alipaz

Fonte: Gazeta do Povo 

Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/mundo/cocaleiros-tomam-mercado-na-bolivia-em-disputa-entre-apoiadores-de-luis-arce-e-opositores/>

Maduro convida empresários colombianos a retomar investimentos na Venezuela

Por Sávio Oliveira em 09 de outubro de 2021

De Caracas, o presidente venezuelano Nicolás Maduro pediu que empresários colombianos retornassem investimentos ao país, após autorizar a abertura comercial da fronteira comum, que permanecia fechada há 6 anos. O conflito entre os países se acirrou depois que o governo colombiano acolheu Juan Guaidó em 2019. Guaidó é o líder da oposição venezuelana que viajou a vários países sul-americanos em busca de apoio, em um ensaio de tomada de poder, que fracassou. Maduro exortou os colombianos dizendo que a economia deve prevalecer sobre o que classificou como “baixeza política” e extremismo partidário de direita que viera com Iván Duque. Maduro desferiu tais críticas em um contexto conflitante, em que pairam fortes denúncias  de repressão à seus opositores, entre outras contradições. 

Fonte: UOL 

Disponível em: <https://www.bol.uol.com.br/noticias/2021/10/07/maduro-convida-empresarios-colombianos-a-retomar-investimentos-na-venezuela.htm>

Jornalistas bolivianos rejeitam normas que ameaçam a liberdade de imprensa

Por Ana Laura Dias em 10 de outubro de 2021

A Associação Nacional de Jornalistas da Bolívia (ANPB) exigiu que as autoridades nacionais retirassem o pacote de projetos de lei que violam a liberdade de imprensa. Essa reivindicação foi feita durante uma reunião da organização em uma conferência nacional na cidade de Cochabamba, resultando na publicação da “Declaração de Cochabamba” intitulada “A democracia morre nas trevas das ambições autoritárias”. Na declaração, os jornalistas afirmam: “(Rejeito veementemente) a pretensão de leis dissimuladas contra a liberdade de imprensa, o verticalismo e a manipulação da informação, o tráfico e a coerção contra jornalistas e meios de comunicação independentes. Exigimos que o pacote de regras contra a democracia seja retirado da economia do país”. Os profissionais enfatizam que o jornalismo independente, livre de pressão, manipulação e coerção não é um obstáculo à liberdade e à democracia. Ao mesmo tempo, alertam que sem liberdade de expressão ou de imprensa será difícil promover a fraternidade entre as nações, o desarmamento e uma ordem mundial melhor; no caso da Bolívia, a consolidação da democracia sem um desarmamento espiritual e ideológico que promova uma cultura de paz será impraticável.

Fonte: El diario

Disponível em: https://www.eldiario.net/portal/2021/10/10/periodistas-rechazan-normas-que-atentan-contra-la-libertad-de-prensa/

 Venezuela introduz nova moeda com 6 zeros a menos

Por Maria Eduarda Souza Satlher em 10 de setembro de 2021.

Devido a hiperinflação que assola a Venezuela nos últimos anos, foi necessário cortar, algumas vezes, zeros na moeda para facilitar as transações em dinheiro. Em 2008 o falecido presidente, Hugo Chávez, tirou três zeros da moeda e em 2018, com Nicolás Maduro, a moeda perdeu mais cinco deles. Agora, em 2021, o Banco Central do país comunicou que haverá o corte de mais seis zeros na moeda, a fim de lidar com a hiperinflação e evitar problemas nos sistemas de pagamentos e nos cálculos.

Com a moeda quase inútil, o uso de dólares no país aumentou significativamente, evidenciando a preocupação da população com um possível aumento do preço da moeda com essa mudança. Logo a diferença do câmbio confirmou essa preocupação, uma vez que no mercado clandestino, o qual é a referência da maioria das empresas para definir preços, o dólar aumentou cerca de 500.000 bolívares. Elena Díaz, uma faxineira de 28 anos, afirmou que ao tirar os seis zeros ela terá 3 bolívares na sua conta bancária e, como na denominação anterior, não terá condições de comprar um único pedaço de pão.

Fonte: ABC News

Disponível em: <https://abcnews.go.com/International/wireStory/venezuela-introduces-currency-fewer-zeros-80341659>. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.