Grandes Lagos #88

NA ONU, PRESIDENTE DE ANGOLA FALA SOBRE ATUAÇÃO EM FAVOR DA PAZ NOS GRANDES LAGOS

24/10/2021

Por Ícaro Cardoso

O Conselho de Segurança realizado no dia 23 de junho de 2021, abriu sessão afim de debater a Missão da ONU na República Centro-Africana e o relatório mais recente do secretário-geral, António Guterres, sobre o país. Neste evento, o atual chefe de Estado de Angola, João Lourenço, presidiu a Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos e junto com o chefe das Nações Unidas discutiu tópicos sensíveis. Assuntos como assistência e proteção da comunidade internacional em favor às ações iniciados pelos centro-africanos foram levados à debate, assim também como foram debatidos assuntos políticos na presença do representante especial e chefe da Minusca, Mankeur Ndiaye, e do comissário da União Africana para os Assuntos Políticos, Paz e Segurança, Bankole Adeoye. 

Fonte: https://news.un.org/pt/story/2021/06/1754512#:~:text=A%20posi%C3%A7%C3%A3o%20vem%20numa%20declara%C3%A7%C3%A3o,a%20pedir%20abrigo%20al%C3%A9m%2Dfronteiras.

Série de abusos em surto de ebola na RD Congo é “traição”, declara chefe da OMS

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

Um painel independente à OMS, Organização Mundial de Saúde, identificou mais de 80 alegações de abuso sexual durante o surto de Ebola na República Democrática do Congo. Entre os acusados, pelo menos 20 deles são funcionários da agência. Segundo o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, a descoberta representa uma “traição aos colegas que se colocam em perigo para servir aos outros” e não sairá impune para os perpetradores e supervisores que pemaneceram inertes diante da situação. 

Fonte: ONU Nwes

No Quénia, o leão é um rei ameaçado

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

No Quénia, os leões são um emblema para o turismo de natureza e, além de exercerem um papel crucial no ecossistema da região, são também essenciais para a economia do país. A estratégia nacional de preservação dos leões passa por conservar populações da espécie e das suas presas, para que não ataquem as comunidades locais, nem sejam mortos pelos seus habitantes. Os especialistas querem que o mundo saiba os perigos enfrentados pela espécie. Menos conflito e mais equilíbrio é o que procuram os serviços de conservação dos leões, que quando comparados à última década, demonstram o declínio de sua população causadas primordialmente por ações humanas. As medidas de conservação parecem estar a dar um resultado modesto. Pelas contas do Censo Nacional de Vida Selvagem, a população de leões no Quénia tem vindo a recuperar de um mínimo de 1.970, em 2008, para 2.589, em 2021. No entanto, um outro perigo tem-se tornado, ao longo dos anos, numa séria ameaça. As secas provocadas pelas alterações climáticas estão a levar à escassez de água e comida na região, levando à morte vários animais. De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, os leões africanos são já uma espécie vulnerável.

Fonte: Euronews

Etiópia tem Ano Novo marcado por combates, medo e inflação

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

A Etiópia segue um calendário distinto do gregoriano, composto de 13 meses e sete a oito anos atrás do calendário adotado pelo Ocidente. O Ano Novo cai todos os anos em 11 de setembro e as celebrações são geralmente alegres, com cantos, danças e buquês de margaridas confeccionados pelas crianças. Mas, este ano – 2014 para os etíopes –  as comemorações foram interrompidas pelo conflito que assola o norte do país há dez meses e seus consequentes problemas econômicos, especialmente uma inflação que ultrapassou 30% no mês passado para produtos alimentícios. O primeiro-ministro Abiy Ahmed tenta mobilizar a população com a aproximação do feriado, com uma campanha nas redes sociais com o tema heroísmo e vitória.

Fonte: Gauchazh

Conselho de Segurança debate paz e desenvolvimento dos Grandes Lagos

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

O Conselho de Segurança realizado na quarta-feira – 20 de Outubro – debateu sobre o tema “Apoiar o compromisso renovado dos países da região dos Grandes Lagos para promover a paz e o desenvolvimento.” As Nações Unidas também prestaram elogios à medida de cessar fogo unilateral adotada pela Angola frente aos conflitos políticos e armados que se passam na região. Para a Organização, este é um passo crítico que está alinhado ao Roteiro Conjunto para a Paz adotado pela Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos, sob liderança angolana. Téte António, ministro das Relaçoes Exteriores, antes de discursar no evento declarou que a abordagem internacional tem sido positiva, reconhecendo os esforços que incluem os de Angola. “A reunião é convocada para reconhecer os esforços feitos pelos Estados-membros na região Grandes Lagos. É já uma abordagem que nos satisfaz, porque geralmente quando se fala dos Grandes Lagos, fala-se numa abordagem negativa, que é uma zona desesperada ou de conflitos. Mas desta vez fala-se do que está a mudar na região dos Grandes Lagos. Eu penso que nós, como Angola, temos dado a nossa pequena contribuição para o efeito, e estamos muito satisfeitos em estar aqui, aqui para vermos esse aspecto e ver o que fazer” 

Fonte: ONU News

Angola insiste no fim do embargo de armas à RCA

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

O Presidente angolano e atual Presidente da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), João Lourenço, manifestou mais uma vez sua defesa ao levantamento do embargo de armas sobre Bangui – capital e a maior cidade da República Centro-Africana. O ministro das Relações Exteriores, Tete António, declarou que o evento é uma iniciativa do chefe de Estado angolano sobre a Região dos Grandes Lagos enquanto Presidente da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos. O encontro é marcado pelas discussões levantadas na última cúpula, realizada em Luanda, e a apresentação do Roteiro Conjunto para a Paz na RCA, feito por Angola e Ruanda. Na véspera, o Presidente João Lourenço recebeu em audiência o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat, que enalteceu o esforço de Angola para a estabilidade na RCA – República Centro Africana. O presidente da Comissão da União Africana também exortou as partes a assinarem um acordo de paz para estabilizar o país, recomendando que a solução para os problemas enfrentados na reunião só será possível quando houver um final para as hostilidades.

Fonte: ONU Nwes

Região dos Grandes Lagos da África sedia torneio de caratê pela paz

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

Organizada pela República Democrática do Congo, um torneio de caratê destinado a favorecer o encontro de pessoas, culturas e de entornos diferentes, assim como favorecer as lutas contra as discriminações e a violência sob todas as suas formas para preservar a paz em um contexto social com segurança foi realizado na cidade de Goma – capital de Kivu do Norte, na RDC – contando com a presença de atletas da Tanzânia, Burundi, Uganda e Congo. A primeira edição do Torneio da Amizade dos Grandes Lagos começou oficialmente no sábado, 23 de Outubro – e perdurou 2 dias. O prêmio, denominado “Fatshi” foi entregue diretamente ao campeão pelo Presidente da República.

Fonte: African News

Região dos Grandes Lagos busca encerrar injustiças cometidas contra as vítimas de guerra na República Democrática do Congo

06/12/2021

Por Ícaro Cardoso

Em Goma – leste da RDC – especialistas judiciais de Ruanda, Burundi e RDC se reúnem para buscarem uma alternativa sobre como combater crimes graves nos países dos Grandes Lagos e promover o Estado de Direito na África Subsaariana. Os três países, que também são vítimas de insegurança causada pelos conflitos que resultam em abusos violentos aos direitos humanos, devem cooperar de todas as maneiras para dar cabo com a violência generalizada e juntos organizarem um tribunal internacional para julgar os crimes cometidos na região, segundo manifestação das Organizações internacionais especializadas nestes assuntos. Recomendaram também que os três estados atualizem e harmonizem os textos jurídicos existentes com as normas internacionais para tornar efetiva a cooperação jurídica e combater a impunidade, mas também para estimular a popularização do quadro legislativo dos estados da região dos Grandes Lagos.

Fonte: African News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.