Clipping Cone Sul #74

Violência no Sul do Chile aumenta após morte de um mapuche e ataque a um trem de carga 

08/11/2021 – Por Larissa Silva

Ainda sob Estado de exceção, as disputas pelas terras ancestrais do povo Mapuche teve uma semana violenta na última quarta-feira (03/11), na região  sul do Chile. Após a morte de um jovem membro de uma comunidade da região de Biobío – na província de mesmo nome -, outra pessoa ficou gravemente ferida no confronto entre os militantes da causa contra carabineros e oficiais da Marinha.

Após o ocorrido, grupos armados queimaram sete máquinas pertencentes a uma construtora e ameaçaram “mais ações de sabotagem”. Por meio de um vídeo, cerca de trinta membros armados da organização guerrilheira mapuche Weichan Auka Mapu (WAM) garantiram que a polícia e as forças militares devem deixar o território, “porque serão derrotados pela força do povo mapuche em armas”. Na terça-feira (02/11), desconhecidos descarrilaram um trem de carga na região de La Araucanía e o incendiaram.

O presidente Sebastián Piñera anunciou que pedirá ao Congresso a extensão do estado de exceção no sul, apesar da medida ter sido criticada por diversos setores. Em paralelo, o governo regional preparou uma consulta aos cidadãos sobre a presença de militares na zona, para que o Parlamento possa tomar medidas tendo em conta a opinião dos habitantes.

Fonte: https://elpais.com/internacional/2021-11-04/la-violencia-en-el-sur-de-chile-escala-con-la-muerte-de-un-mapuche-y-el-atentado-a-un-tren-de-carga.html

Uruguai livre para negociar Acordo de Livre Comércio com a China, após decisão do Brasil 

14/11/2021 – Por Matheus Fonseca

O governo brasileiro anunciou unilateralmente, na última semana, que reduzirá em 10% as tarifas sobre as importações, perfurando, na prática, a Tarifa Externa Comum do Mercosul. Muitos avaliaram esse anúncio como um sintoma dos problemas crônicos enfrentados pelo bloco regional; para Buenos Aires “não há surpresas”; e para Montevidéu isso foi recebido como uma boa notícia, uma vez que essa ruptura brasileira criou um precedente para que o Uruguai negocie e assine, sem que haja participação ou consenso dos outros Estados- membros, um Acordo de Livre Comércio com a China e outros países. O governo de Lacalle Pou se interessa em abrir o mercado uruguaio, o que inclui um acordo comercial com a nação asiática em questão, contudo há grande resistência de outros membros, em especial da Argentina. A partir de agora o Uruguai poderá argumentar que, assim como o Brasil, eles também podem romper com a necessidade de consenso do Mercosul. 

Fonte:https://www.elpais.com.uy/informacion/politica/brasil-rompe-consensos-mercosur-da-via-libre-uruguay-negociar-acuerdo-comercial-china.html

Paraguai, Argentina, Brasil e Uruguai formam ‘Mercosul da COP’

14/11/2021 – Por Júlia Oliveira

O Paraguai integrou o grupo Mercosul, durante as negociações da Convenção do Clima em Glasgow (COP-26), após trocar a Associação Independente da América Latina e Caribe (Ailac). Até que a adesão do Paraguai fosse efetuada, o trio Brasil, Argentina e Uruguai – que antes formavam a sigla ABU – formaram o grupo a fim de garantir mais força nas negociações da COP. Com a formação do quarteto, a agregação dos países passam a levar o mesmo nome do bloco comercial. A intenção é que o grupo se mantenha unido para as futuras reuniões de COPs. Os quatro Estados sul-americanos se reúnem em uma frente, a das questões climáticas, em um momento no qual existem problemas internos no grupo na área comercial, em que o Brasil pressiona por mudanças no bloco. Dentre os principais objetivos do grupo está o acompanhamento, em conjunto, dos repasses dos países desenvolvidos para os mais pobres para o combate às mudanças climáticas.

Fonte: https://www.bol.uol.com.br/noticias/2021/11/11/paraguai-argentina-brasil-e-uruguai-formam-mercosul-da-cop.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.