Clipping Países Amazônicos #15

Foto: RPP

Evo Morales acusa Ministério do Governo de replicar programa da USAID

Por Juliana Lima em 24 de maio de 2022

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou o Ministério do Governo de replicar um programa que, segundo ele, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) já impôs aos governos neoliberais. Morales disse em sua conta oficial do Twitter que não entende “porque replicar um programa que a USAID já impôs aos governos neoliberais” e que expulsaram “a USAID por sua interferência nos assuntos internos da Bolívia e pela conspiração contra a democracia”. Isso porque, em 2013, ainda como chefe de Estado, Morales expulsou a USAID do território boliviano sob acusações de conspirar contra o país.

Fonte: La Razón

Disponível em: <https://www.la-razon.com/nacional/2022/05/19/evo-morales-acusa-al-ministerio-de-gobierno-de-replicar-un-programa-de-usaid/&gt;. Acesso em: 24 mai. 2022.

Pobreza rural no Peru aumentaria acima dos níveis pré-pandemia devido à crise de fertilizantes

Por Juliana Lima em 25 de maio de 2022

A crise dos fertilizantes está complicando a redução dos preços dos alimentos no Peru, o que afetará diretamente os bolsos das famílias do país, sobretudo as mais vulneráveis. Isso pode fazer com que os níveis de pobreza no país se elevem até o fim de 2022. Segundo o INEI, a pobreza monetária já atinge 25,9% da população peruana, sendo o impacto maior nas áreas rurais. 

Segundo Eduardo Zegarra, especialista em questões agrárias, o aumento do preço dos alimentos promoveria “uma forte depressão na renda desses produtores, que se refletiria no aumento da pobreza agrária e rural, que se faria sentir durante este ano e no próximo”. Já para Daniel De La Torre Ugarte, professor de Economia e pesquisador da Universidad del Pacífico (UP), “nem todos os produtores da agricultura familiar seriam afetados da mesma forma, pois há um segmento que poderia se beneficiar do aumento progressivo dos preços”.

Fonte: RPP Peru

Disponível em: <https://rpp.pe/economia/economia/pobreza-rural-aumentaria-por-encima-de-niveles-prepandemia-debido-a-crisis-de-fertilizantes-noticia-1407203?ref=rpp&gt;. Acesso em: 25 mai. 2022.

Equador enfrenta crises políticas e de segurança

Por Juliana Lima em 25 de maio de 2022

O Equador está enfrentando crises nos setores econômicos e de segurança acarretados por mudanças na estrutura política do país. O presidente Guillermo Lasso pediu a demissão de todo o gabinete ministerial devido a uma crise de segurança pública que assolou o país no último ano. Contudo, a instabilidade política equatoriana não é recente. De 1997 a 2007, os sete presidentes do país não completaram os quatro anos de mandato. Após isso, o economista Rafael Correia se elegeu e consolidou dez anos no poder do país. Mas, seu sucessor Lenín Moreno foi condenado em 2020 por escândalos de corrupção.

A reserva de petróleo equatoriana é a segunda maior da América do Sul, perdendo apenas para a Venezuela. Com a saída do país da OPEP, o Equador passou a aumentar a produção interna para reduzir o déficit público. Contudo, as crises provocadas pela pandemia, que acarretou na diminuição do preço internacional dos barris, fizeram com que o país mergulhasse em uma crise econômica maior do que a que já se encontrava. Agora, para tentar equilibrar a balança comercial do país, o presidente Guillermo Lasso aposta na queda das reservas internacionais de petróleo, devido à guerra na Ucrânia.

Fonte: CNN Brasil

Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/equador-enfrenta-crises-politicas-e-de-seguranca/&gt;. Acesso em: 25 mai. 2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.